Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2019

Aponte para o Kerygma

“O Espírito do Senhor está sobre mim, porque me ungiu para pregar o Evangelho aos pobres. Ele me enviou para proclamar a libertação dos aprisionados e a recuperação da vista aos cegos; para restituir a liberdade aos oprimidos, e promulgar a época da graça do Senhor” Lucas 4.18,19



A Igreja sempre teve a responsabilidade de anunciar o Evangelho, cumprir esta vocação é essencial para a vitalidade espiritual do povo santo. A pregação é o meio pelo qual o plano divino é revelado aos homens, ela é a manifestação do poder de Deus para destruir as fortalezas mentais  nos homens que se levantam contra o conhecimento de Deus. O homem não compreende sozinho os movimentos de Deus na história, por isso, a principal fortaleza é a incredulidade, e o Kerygma veio destruir estas fortificações pelo poder de Cristo.
No período do Novo Testamento a esperança dos judeus era que o Senhor estabelecesse com Israel  um reino político, econômico e monárquico, no intuito de renovar a glória dos israelitas. Um Rei…

Somos movidos para a glória e pela glória. I Coríntios 1.31

Para que, como está escrito: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor.I Coríntios 1.31


Sabe por que  Paulo nos ordena enfaticamente a  "gloriar-se no Senhor"? É porque gloriar-se em outra direção é um grande erro, perigosíssimo erro.  É preciso cuidado. Glória é grandeza, beleza, magnificência, prestígio, honra, poder. O Senhor  é único a quem tudo  isso pertence.   Precisamos da glória, não da nossa, mas da glória de Deus sobre nós. Somos movidos para a glória e pela glória.
O homem é naturalmente disposto a gloriar-se, empenha-se profundamente nisso, todos os homens. Todos desejam gloriar-se, desejam contar sobre si mesmos coisas boas e positivas que os elevem. E gostam também de ouvir algo bom sobre si mesmos., quem não gosta? Seria falsidade minha dizer que isso não me agrada, pois é bom me sentir útil, valioso, especial. O problema é que isso pode rapidamente ser transformado em pecado em nosso coração. Deus abomina o orgulho e o coração altivo. Nenhum pecado é tão radi…

Mateus. As redes sociais e os novos desafios da comunhão cristã

É notável como a comunicação e a comunhão da Igreja estão sendo radicalmente afetadas com o avanço das tecnologias digitais. A comunidade cristã não convive mais da mesma forma como conviveu nestes últimos quase dois mil anos, pois a internet veio mudar completamente essa relação.
A tecnologia tem um potencial muito grande para ampliar positivamente a comunhão na igreja. Ampliar e melhorar.  A realidade é que ainda não estamos a utilizar esta ferramenta de modo sensato e proveitoso. Sabemos que a Internet tem o objetivo primário de conectar e integrar pessoas, apesar disto, o uso que temos feito dela, muitas vezes, é para criar barreiras na nossa comunhão com os outros. Jesus porém nos ensina a criar laços, ele mesmo foi o maior criador de laços entre pessoas de toda história.Criar laços é estabelecer a comunhão com as pessoas.

E aconteceu que, estando sentado à mesa em casa deste, também estavam sentados à mesa com Jesus e seus discípulos muitos publicanos e pecadores; porque eram …

Um Deus pessoal que se relaciona conosco.

Você já refletiu sobre o fato de que quando faz uma oração está falando com uma pessoa? Sim, Deus é uma pessoa, mas não uma pessoa comum, não um ser humano de carne e osso, mas alguém muito diferente e especial. Especial por ser onipotente, onisciente, onipresente, pode tudo, sabe tudo e está em todo o lugar. Deus é espírito, ele é infinito, ele é eterno, ele é imutável. Apesar de todas estas qualidades incompreensíveis ele é particular, peculiar, específico,   próprio... Deus é definitivamente  pessoal. E meu  argumento para isso? Pois vejamos:
Ele tem um intelecto (Salmo 139.17), emoções (Salmo 78.41) e vontade (1 Coríntios 1.1). Então, sim, Deus é uma personalidade. Ele  não é uma força, não é uma energia, não é uma inteligência, ou uma emanação da natureza. Você ainda não aceitou? Tem mais: Deus faz amizade, Abraão foi chamado de “O Amigo de Deus”, como podemos facilmente conferir: “E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus” (Tiago  …

Juramento e Consolação - Hebreus 6.16-18

Porque os homens certamente juram por alguém superior a eles, e o juramento para confirmação é, para eles, o fim de toda a contenda. Por isso, querendo Deus mostrar mais abundantemente a imutabilidade do seu conselho aos herdeiros da promessa, se interpôs com juramento; Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança proposta; Hebreus 6.16-18
O juramento sempre foi uma solenidade de extrema importância para os  contratos e formalidades de antigamente. Quando ainda não haviam o sistema de assinaturas e a proteção do aparato jurídico, os juramentos eram garantias para as partes contratantes e eram realizados em nome de algo importante e relevante para as duas partes que pactuavam.
Lembro-me da escola quando algum de nós queria garantir o cumprimento de algum acordo,   jurávamos pela vida do nosso pai. Se era algo mais importante, ou se duvidavam que cumpriríamos,  jurávamos por nos…

O Pelagianismo

O Pelagianismo


Uma bela fruta, uma simples árvore, singela no meio do jardim. Um mandamento bem objetivo, uma ordem clara e simples: " Não coma desta árvore".  Depois disto a desobediência e a morte.
Eis o pecado original, um legado de Adão e Eva para toda raça humana.
Esta é uma doutrina fundamental para o  arcabouço doutrinário do Apóstolo Paulo e consequentemente, de todo cristianismo. 
Mas havia alguns na igreja antiga que não concordaram com esta doutrina. Eram chamados de  pelagianos.
O grande proponente e divulgador desta posição foi Pelágio da Bretanha, que nasceu em 354 na Inglaterra. Era considerado um monge bastante rigorista,  moralista e intransigente, dado ao ascetismo.  Ele dizia que não  precisava da graça para salvação, bastando somente a vontade individual,  além disto era contra o batismo, contra a remissão dos pecados, acreditava que se não há pecado original, não há necessidade de redenção.
O Pelagianismo, basicamente negava a ideia de pecado original e todas …

A Cesta Básica do cristão

Sabe   o que é cesta básica? Cesta básica, grosso modo,  é um conjunto de produtos fundamentais para a subsistência de uma família durante aproximadamente um mês. A maioria  abrange apenas gêneros alimentícios, mas algumas incluem também material de higiene e limpeza. São itens essenciais, sem o qual uma família geralmente não sobreviveria. Penso no arroz, feijão, leite, ovos, sal, azeite, carne, farinha, legumes e verduras como produtos fundamentais para uma dieta minimamente balanceada para sobrevivência humana.

Ora, os evangélicos também possuem uma cesta básica de sobrevivência. Doutrinas sem as quais nenhum cristão poderia sobreviver.O conjunto de doutrinas mínimo para que alguém possa dizer-se seguidor de Jesus. Poderíamos chamar de A Cesta Básica do Evangelho.
 Para saber quais os elementos indispensáveis desta "cesta" , é bom fazermos algumas perguntas.  O que precisamos acreditar para termos o direito de sermos chamados evangélicos? O que seria inegociável em termos …

Irresistível Deus

E uma certa mulher, chamada Lídia, vendedora de púrpura, da cidade de Tiatira, e que servia a Deus, nos ouvia, e o Senhor lhe abriu o coração para que estivesse atenta ao que Paulo dizia.
Atos 16.14

Esta é uma continuação do post sobre Depravação total, clique para ler este texto.
Deus encanta seus eleitos com sua bondade e maravilhosa graça, estes o ouvem, o adoram e o louvam por tão grande salvação.  Os eleitos são aqueles  a quem aprouve a Deus salvar por sua livre vontade.  Desta forma entendemos que o Espírito Santo é infalível em trazer à salvação aqueles pecadores que Ele pessoalmente chama a Cristo. Ele aplica a obra salvadora ao pecador, tornando-o justo e santificado aos olhos de Deus.

O Altíssimo é irresistível. Podemos dizer que tão grande é seu amor, tão grande é seu poder, sua majestade, tão grande é sua glória e não menos grande é sua capacidade de ser atraente, cativante,  encantador. Quando alguém se deslumbra com a grandeza de sua bondade, amor e sua misericórdia é impo…

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações

Seguidores