Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 19, 2019

Um Deus pessoal que se relaciona conosco.

Você já refletiu sobre o fato de que quando faz uma oração está falando com uma pessoa? Sim, Deus é uma pessoa, mas não uma pessoa comum, não um ser humano de carne e osso, mas alguém muito diferente e especial. Especial por ser onipotente, onisciente, onipresente, pode tudo, sabe tudo e está em todo o lugar. Deus é espírito, ele é infinito, ele é eterno, ele é imutável. Apesar de todas estas qualidades incompreensíveis ele é particular, peculiar, específico,   próprio... Deus é definitivamente  pessoal. E meu  argumento para isso? Pois vejamos:
Ele tem um intelecto (Salmo 139.17), emoções (Salmo 78.41) e vontade (1 Coríntios 1.1). Então, sim, Deus é uma personalidade. Ele  não é uma força, não é uma energia, não é uma inteligência, ou uma emanação da natureza. Você ainda não aceitou? Tem mais: Deus faz amizade, Abraão foi chamado de “O Amigo de Deus”, como podemos facilmente conferir: “E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus” (Tiago  …

Juramento e Consolação - Hebreus 6.16-18

Porque os homens certamente juram por alguém superior a eles, e o juramento para confirmação é, para eles, o fim de toda a contenda. Por isso, querendo Deus mostrar mais abundantemente a imutabilidade do seu conselho aos herdeiros da promessa, se interpôs com juramento; Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança proposta; Hebreus 6.16-18
O juramento sempre foi uma solenidade de extrema importância para os  contratos e formalidades de antigamente. Quando ainda não haviam o sistema de assinaturas e a proteção do aparato jurídico, os juramentos eram garantias para as partes contratantes e eram realizados em nome de algo importante e relevante para as duas partes que pactuavam.
Lembro-me da escola quando algum de nós queria garantir o cumprimento de algum acordo,   jurávamos pela vida do nosso pai. Se era algo mais importante, ou se duvidavam que cumpriríamos,  jurávamos por nos…

O Pelagianismo

O Pelagianismo


Uma bela fruta, uma simples árvore, singela no meio do jardim. Um mandamento bem objetivo, uma ordem clara e simples: " Não coma desta árvore".  Depois disto a desobediência e a morte.
Eis o pecado original, um legado de Adão e Eva para toda raça humana.
Esta é uma doutrina fundamental para o  arcabouço doutrinário do Apóstolo Paulo e consequentemente, de todo cristianismo. 
Mas havia alguns na igreja antiga que não concordaram com esta doutrina. Eram chamados de  pelagianos.
O grande proponente e divulgador desta posição foi Pelágio da Bretanha, que nasceu em 354 na Inglaterra. Era considerado um monge bastante rigorista,  moralista e intransigente, dado ao ascetismo.  Ele dizia que não  precisava da graça para salvação, bastando somente a vontade individual,  além disto era contra o batismo, contra a remissão dos pecados, acreditava que se não há pecado original, não há necessidade de redenção.
O Pelagianismo, basicamente negava a ideia de pecado original e todas …

A Cesta Básica do cristão

Sabe   o que é cesta básica? Cesta básica, grosso modo,  é um conjunto de produtos fundamentais para a subsistência de uma família durante aproximadamente um mês. A maioria  abrange apenas gêneros alimentícios, mas algumas incluem também material de higiene e limpeza. São itens essenciais, sem o qual uma família geralmente não sobreviveria. Penso no arroz, feijão, leite, ovos, sal, azeite, carne, farinha, legumes e verduras como produtos fundamentais para uma dieta minimamente balanceada para sobrevivência humana.

Ora, os evangélicos também possuem uma cesta básica de sobrevivência. Doutrinas sem as quais nenhum cristão poderia sobreviver.O conjunto de doutrinas mínimo para que alguém possa dizer-se seguidor de Jesus. Poderíamos chamar de A Cesta Básica do Evangelho.
 Para saber quais os elementos indispensáveis desta "cesta" , é bom fazermos algumas perguntas.  O que precisamos acreditar para termos o direito de sermos chamados evangélicos? O que seria inegociável em termos …

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações

Seguidores