Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 8, 2017

Não desanime, há olhos te vendo.2 Crônicas 15.7

Mas esforçai-vos, e não desfaleçam as vossas mãos; porque a vossa obra tem uma recompensa.  2 Crônicas 15.7


Algumas vezes nos sentimos desanimados com o que estamos a produzir para Cristo. Vem-nos a mente que nosso esforço, nossa dedicação, passa despercebido dos irmãos e companheiros. Não somos reconhecidos, não  recebemos a tão bem vinda gratidão que nos motivaria a prosseguir neste serviço. A ingratidão nos tira a vontade de continuar, pensamentos desanimadores nos vem a cabeça  e pensamos em parar de servir. Quando esse sentimento  de desânimo nos submete, sentimos a  vida terrivelmente pesada, insuportável. Nossa vida espiritual declina e nem de orar temos mais vontade .  Coisas que tínhamos enorme alegria em realizar para Deus agora já se nos apresentam como custosas, enfadonhas.  Sintomas  de que algo anda mal em nosso coração. Não há justificativas aceitáveis para desistir, não há motivos legítimos para dizer: "já que não sou, nem valorizado e nem reconhecido, vou parar de …

Richard Baxter o Pastor Aprovado

Quer conhecer um pastor realmente aprovado, um modelo de pastor? Vamos então conhecer um pastor puritano. Aprovado.
Entre os teólogos e pastores Puritanos do Século XVII destaca-se Richard Baxter. Nascido em Rowton - Chester ano de 1615. Ele estudou na Escola Pública Donnington. Completou seus estudos e foi foi ordenado diácono pelo Bispo de Worcester em 1638, trabalhou como preletor e co-pastor em Kidderminster. Serviu como capelão no Exército do Parlamento até 1647, retornando a Kidderminster como pastor. Pastoreou até o ano de 1661.


Nesta cidade ele empreendeu um dos mais bem sucedidos ministérios pastorais que temos notícia e do qual falaremos em breve com mais detalhes.
Baxter só casou após ter sido removido das funções pastorais. Casou-se com Margaret, que foi uma jovem convertida em seu ministério, em 19 de setembro de 1662.

Ele foi expulso de seu pastorado em razão de ter se recusado a assinar o Ato de Uniformidade, promulgado em 1662. O Ato de Uniformidade de…

Sabedoria ou astúcia. Salmos 119.118

Desprezas todos os que se desviam dos teus estatutos, pois a astúcia deles é falsidade. Salmos 119:118


Astúcia não é o mesmo que sabedoria. Existe uma abismo de diferença entre estes dois conceitos. Deus abomina a astúcia. O salmista conhecia a astúcia dos que se desviavam dos divinos mandamentos.
Lemos em Gênesis 27.35 - Jacó astuciosamente roubando a bênção de Esaú. Em Êxodo 1.10 - Faraó  astuciosamente tenta  impedir a multiplicação do povo  israelita  no Egito. Em Josué 9.4 - Os gibeonitas enganam com astúcia Josué e os príncipes de Israel para que Gibeão não seja destruída. Lemos também no NT que os fariseus tentaram, sem sucesso, usar de astúcia com Jesus para o enganar e levar vantagem sobre ele.  Em 2 Coríntios 11:3, Paulo fala que com astúcia Eva foi enganada pela Serpente para que pecasse comendo da árvore do conhecimento do bem e do mal.

 A astúcia não é uma qualidade e por isso  nunca é louvada como tal nas Escrituras. Quem usa de astúcia leva vantagem sobre seu semelhante  caus…

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações

Seguidores