Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 27, 2019

O crente e o uso de armas.

Nem tudo que é legal é moral, nem tudo que é moral é legal. Não se pode dizer que tudo que a lei dos homens permite , Deus também permite. Isso também não significa que tudo que Deus proíbe seja proibido pela lei humana.
Além disto, não é porque a lei  do país permite algo, que  automaticamente isso se torna moralmente aceitável. Pense por exemplo, que se uma cristã americana, residente no estado de New York, resolver abortar ela terá direito legal para fazer isso, mas moralmente ela não terá direito para fazer isso, segundo as diretrizes da Palavra de Deus.
A Bíblia é o grau absoluto pelo qual abalizamos nossa conduta.




O que a Bíblia diz sobre porte de armas? O direito  de reagir e sobre defesa pessoal?

Escolhi não usar o Antigo Testamento aqui, vou justificar minha decisão. Primeiramente, não se pode utilizar o contexto das guerras do povo de Israel no Antigo Testamento para referendar o uso de armas,   pois o contexto do AT era específico para aquela região, aquele povo e para aquele mom…

O Suicídio é imperdoável? O que diz a Bíblia?

Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus. 1 João 5.13
Precisamos falar sobre suicídio.
Este é um assunto delicado, difícil,  que exige uma posição séria e bíblica, não se pode fazer reflexões desta envergadura sem uma análise profunda. Uns dizem que o suicídio é um pecado imperdoável, outros dizem que não. Os primeiros que afirmam que um cristão genuíno jamais cometeria suicídio, são na maioria católicos e pentecostais. A segunda posição, assumida por grande parte dos estudiosos reformados, afirma que os que cometem suicídio não perdem a salvação, nem são considerados perdidos por causa deste pecado. Qual dos dois grupos tem razão?


O suicídio não é um pecado imperdoável?
A Bíblia não afirma  que o suicida é inevitavelmente condenado. O suicida é um assassino, retira uma vida que lhe foi confiada, ela não é sua, pertence a Deus. Ele mata um ser criado por Deus e que foi criad…

E se eu não for tudo que Deus espera de mim? O desânimo e o amor.

Eu já lidei várias vezes com o desânimo, infelizmente acho que ainda  vou ter que lidar, durante esta curta jornada que é a vida humana. 
O desânimo  vem, ataca e me debilita, deixa-me exausto. Quem nunca passou por isso? Não temos vontade de fazer projetos, de realizar, de prosperar. Pensamos que nada vai dar certo.
 Claro que não só eu,  creio que todos os cristãos já experimentaram o sentimento de falta de forças, de impotência, especialmente em momentos de aridez espiritual. Pensamentos negativos, dúvidas, ansiedade, tudo pode aparecer junto, num redemoinho de aflição. A sensação é de falta de forças, de inutilidade. Esse desânimo geralmente está ligado com fracasso pessoal diante do pecado. São dias tenebrosos, dias escuros na vida do crente.
A  verdade é que todos nós falhamos, uns mais, outros menos, pecamos e nos sentimos mal com isso, uns mais, outros menos. Essas falhas  nos deixam envergonhados e angustiados, e o que resta é um gosto amargo a qual segue-se de uma sensação  …

Justiça e vingança. Salmo 119.142

A tua justiça é uma justiça eterna, e a tua lei é a verdade.  Salmo 119.142




A tragédia recente, Brumadinho em Minas Gerais, levantou a questão sobre a capacidade da Justiça brasileira. Estamos sedentos por justiça e desejamos uma punição exemplar que abarque os grandes empresários responsáveis pela catástrofe. Essa irritação é justa e cabível,  eu também compartilho desta, mas a pergunta que fica é: Será que teremos uma boa e correta justiça para medir a dose certa de punição?
Queremos justiça ou vingança?
O clamor das massas nem sempre ( na verdade dificilmente) está com a razão. Se a comunidade pudesse pegar um destes empresários hoje, ele seria linchado até a morte, se a polícia não interviesse antes. A tragédia gera comoção, gera desestabilização, as pessoas ficam emocionais e não racionais.
Sabemos que eles erraram de acordo com as leis humanas, sabemos que merecem uma punição, mas qual será ela? Qual o valor exato a ser pago, ou devemos matá-los também , já que seu erro ocasionou…

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações

Seguidores