Pular para o conteúdo principal

Colossenses a carta sobre Cristo. Parte 1

Estudo Bíblico Indutivo em Colossenses .  


Colossenses 1. 1- 5
1 Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo, 2 aos santos e fiéis irmãos em Cristo que estão em Colossos: Graças a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai.

Paulo dirige esta carta para a Igreja da cidade de Colossos , fundada por  Epafras  para defender a doutrina da plena divindade de Cristo  contra falsos mestres que desprezavam ou menosprezavam esta importante verdade do Evangelho. 
Esta carta é uma maravilhosa exposição da divindade de Cristo, inspirada pelo Espírito Santo de uma forma tão poética e grandiosa  que jamais homem algum poderia conceber em sua mente finita.

1 -  Paulo qualifica a si mesmo como um apóstolo de Jesus Cristo que foi chamado e ordenado pelo próprio Deus para exercer seu ministério. Aqui a singularidade de seu  apostolado é ressaltada,  pois dentre os outros 12 apóstolos, 11 foram chamados pelo próprio Jesus , em seu ministério terreno, e o 12º Matias (Atos 1.15-26) ,  fora escolhido  por intermédio de Pedro e os demais discípulos para substituir o traidor Judas que havia se suicidado. Desta forma o ministério paulino começa mais tarde, após sua experiência com o Cristo glorificado no caminho de Damasco (Atos 9:1-30).
1.2 O Apóstolo não estava só ao redigir a carta, ele estava acompanhado de Timóteo, seu filho na fé e companheiro de viagens missionárias.

2 -
 Paulo se refere aos crentes colossenses chamando-os de santos, um costume muito antigo de considerar todos os pertencentes a igreja de santos de Deus, ao contrário de uma prática da igreja romana que atribui o "título" de santo somente figuras de destaque no cenário religioso através de cerimônias de canonização.
Além de santo eles também são fiéis, verdadeiros salvos.
2.1 - Graça e Paz, uma saudação comum nas epístolas paulinas que neste caso está especialmente vinculada  a paternidade divina (da parte de Deus nosso Pai) , não é por acaso o complemento aqui, visto que haviam em Colossos justamente falsos mestres que negavam a filiação divina de Cristo.

3 Graças damos a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, orando sempre por vós, 4 desde que ouvimos falar da vossa fé em Cristo Jesus, e do amor que tendes a todos os santos, 5 por causa da esperança que vos está reservada nos céus, da qual antes ouvistes pela palavra da verdade do evangelho, 6 que já chegou a vós, como também está em todo o mundo, frutificando e crescendo, assim como entre vós desde o dia em que ouvistes e conhecestes a graça de Deus em verdade, 7 segundo aprendestes de Epafras, nosso amado conservo, que por nós é fiel ministro de Cristo.

3 -  Aqui percebemos uma frase bastante longa  que é preciso fôlego para acompanhar sem perder o foco. O estilo de Paulo escrever   torna difícil de acompanhar seu raciocínio pois ele costumava falar de várias coisas na mesma frase. 

4 -
 Paulo está, juntamente com Timóteo, afirmando que em suas orações incluía sempre ações de graça a Deus pelos colossenses por que eles percebiam neles grande fé em Cristo e grande amor pelos santos, isto é, pela Igreja. 

4,5 -
 É notável que Paulo faça citação das 3 virtudes cardeais da fé cristã, virtudes estas que já foram citadas em I Corintios 13, A fé , o amor e a esperança. A fé em Cristo, o amor à Igreja e a esperança de uma eternidade nos céus de Deus, quando findar a vida terrena.




Continua no próximo post...
 

Comentários

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações