Pular para o conteúdo principal

O inferno é real? Que significa o Lago de Fogo que a Bíblia descreve?



Em uma pesquisa do grupo Got Questions   foi constatado que mais de 90% das pessoas no mundo creem em um “céu”, enquanto menos de 50% creem em um inferno eterno..





Isso é alarmante, os dados nos mostram que estamos lidando com valores eternos,  e que as pessoas ignoram tal doutrina extremamente importante da teologia cristã. Não podemos brincar com esse tipo de ignorância.

Pode ser realmente duro de imaginar, mas a verdade é que o inferno é tão real quanto o céu.  Se não crermos na existência do Inferno, como diz nas Escrituras, também não entenderemos o que é o Céu, como também diz as Escrituras.
Essa dificuldade de compreender a punição divina é percebida porque o ser humano sente dificuldade em conciliar a Justiça divina com sua bondade. O certo é que Deus julga os homens segundo o seu padrão de justiça que é muito mais elevado que o nosso, e isso não é tão simples de aceitar. C. S. Lewis uma vez escreveu:

"Não há nenhuma doutrina que eu removeria de mais bom grado do cristianismo do que isto, se eu tivesse o poder. Mas essa doutrina tem o pleno apoio das Escrituras, e sobretudo das próprias palavras do nosso Senhor."

O pecado de Adão foi uma desobediência direta de uma ordem divina. Adão escolheu a morte quando transgrediu o mandamento, o próprio Deus já lhe avisara da consequência devastadora do pecado. Todas as escolhas são temporalmente bem mais curtas que as consequências. Se você cortar um dedo ele estará para sempre desligado do seu corpo, ou seja a escolha foi feita, a consequência será eterna. Desde Adão, o primeiro homem, todos   pecam, e com o pecado se desligaram eternamente de Deus o que significa que estão destinados ao lago de fogo  ( “lago de fogo e enxofre” onde os ímpios  de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre - Apocalipse 20:10).

Deus providenciou resgate da condenação para os que creem e  aceitam o sacrifício de Jesus pela humanidade, estes estarão para sempre com Deus nos céus e não verão a morte eterna no lago de fogo.

O vocábulo  “inferno” (geena)  indica um local , o  “Vale de Hinom” (Js 15.  8; 16.18; 2 Rs 23. 10).  O Rei Josias havia   transformado o lugar num lixão público para Jerusalém. Ali eram jogadas as carcaças de animais que eram queimadas dia e noite.  Além do fogo, havia vermes que consumiam a carne putrefata que se encontrava nos derredores.
O inferno é um lugar real, Jesus mesmo indicou este caminho, ele usou o vocábulo com frequência, (Mateus 5.22,29; 10.28; 23.15,33; Marcos 9.45-48; Lucas 12.5; Mateus 25.41; Marcos 9.48;  Mateus 8.12; 25.46).
O inferno é um lugar que está destinado aos incrédulos e impenitentes, que recusaram a voltar-se para Deus.  Eles têm escolhido afastar-se de Deus e caminham resoluta e infalivelmente para a eterna condenação.
Escuridão, densa e eterna. Silêncio sepulcral, nada de apelos, de convites graciosos para salvação, nenhum conforto, nenhuma esperança, nenhum incentivo. Só uma consciência terrível do destino eterno de uma existência sem Deus.
Esta é a terrível doutrina bíblica do inferno.

Comentários

  1. Vitor, gostei mto. E é fato isso. A verdade é uma só. Toda ação tem uma reação, ou seja, tudo tem uma consequência.
    Deus o abençoe. Vanessa. http://incondicionalamordeus.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Total de visualizações