Pular para o conteúdo principal

O que são os desigrejados? Eles estão certos?



Podemos saber quem são eles, mas responder se estão certos ou errados vai depender do contexto. Há muitas pessoas nestas condições e sabemos que não frequentar uma congregação é problemático.

A resposta não é simples e precisamos entender os seus motivos para poder ajudar.

  
“Jesus, sim; Igreja, não”.


Este é o lema dos desigrejados. O que é portanto desigrejado?

O substantivo "desigrejado" ainda não está no dicionário, mas breve estará, pois o fenômeno está cada vez maior. Logo a grande mídia  tomará conhecimento desta nova onda religiosa, se assim a podemos chamar, não há como ignorá-la.  
Cada vez  que mais personalidades da cultura e do entretenimento  estiverem  aderindo ao movimento  mais o fluxo de desigrejados aumentará.  A mídia não deixará de propagandear o abandono das denominações.

Ser um desigrejado está na moda hoje em dia. Há muitos cristãos, que, cansados dos desmandos dos pastores, dos escândalos, das aberrações e dos desvios de conduta da liderança, se afastam das denominações para fundar grupos familiares onde não há liderança, não há acompanhamento, nem nenhum tipo de organização oficial. Eles estão decepcionados com as Igrejas, querem ser cristãos, mas sem "placa". Eles possuem o slogam:   “Jesus, sim; Igreja, não”


Vamos abordar a questão sinceramente, sem preconceitos :



Primeiro ponto:  O que é Igreja?


A Igreja é um povo. É o conjunto de  todas as pessoas, em todo o mundo, que foram chamados por Cristo para serem seu povo, foram separados para Deus.  Pessoas que se convertem e passam a  seguir os ensinamentos de Jesus

 É como um Corpo ,  o Corpo de Cristo. Ela está fundada sobre Cristo e sobre os ensinamentos dos profetas e dos apóstolos, leia mais sobre os fundamentos da Igreja AQUI.

A Palavra de Deus ensina que a Igreja é um corpo e Cristo é o Cabeça.



Paulo em Efésios  diz: 


E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja, que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos.
Efésios 1.22-23



Em  I Coríntios, o mesmo Paulo nos diz: 


Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito. Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos.
I Coríntios 12.13-14 




Observando estes texto percebemos  que ninguém pode ser corpo de Cristo  separado da Igreja. Desigrejado dá ideia de alguém que está desligado de Jesus, que não quer mais vínculo com a Igreja e com o Povo de Deus;

“Jesus, sim; Igreja, não”.

Este slogam  é, por isso, equivocado: Não se pode dizer sim para o Cabeça e dizer Não para o Corpo.  Se somos de Cristo estamos no seu corpo, somos Igreja

Para sermos justos, não é bem isso que  a maioria das pessoas que deixa de frequentar as denominações deseja. Muitas estão sufocadas por heresias e pela politicagem  corrupta  que encontra-se em muitas instituições religiosas hoje.  Elas querem mais de Deus e lhes é negado pela liderança nada espiritual que se lhes apresentam.

Como funciona um desigrejamento? Vamos elaborar um evento hipotético que nos dê um exemplo  típico.

"João convive desde cedo numa denominação mercantilista e corrompida, que prega o evangelho da prosperidade e fala que quem não der dízimos não vai para os céus. Ele então , depois de ler a Bíblia ,  escutar boa pregação no Youtube, resolve que tem de abandonar a Igreja que frequenta. Ele então procura uma denominação que pregue a mensagem pura do evangelho e eventualmente não encontrando fica sem frequentar nenhuma.


Como resolver o problema de João? 
Ele não pode ficar sem se reunir a outros crentes, ele não pode deixar de congregar, de tomar a Ceia e de ser edificado como povo de Deus por pastores, por  pregadores, por mestres e  também não pode ficar sem ajudar outros irmãos com seus dons.


Assim como João muitos estão saindo das instituições religiosas porque não mais encontram  nela os ensinamentos  mais elementares de Cristo e da Bíblia. Isto é um problema sério. Se este for o caso é preciso agir rapidamente,  para que a alma do crente não fique impregnada de heresias e misticismos.  Se uma "Igreja" não for cristocêntrica ela nem é Igreja, mas uma seita que precisa ser abandonada.


Mas o primeiro passo para alguém inconformado com a denominação é procurar um amigo mais experiente e bíblico que possa aconselhá-lo. Isso é fundamental, não se pode tomar decisões precipitadas sem nenhum aconselhamento. Deus proverá alguém de confiança, um irmão para ajudar.


Um crente maduro de uma denominação séria ( sim , elas existem!) . Procure você pode procurar entre seus amigos  ou entre conhecidos de outros lugares, o importante é encontrar um crente maduro para orientar-se.

Se não encontrar ninguém digno de confiança, tente mandar um e-mail, ou recado de Facebook ou outra rede social (elas tem alguma utilidade... ),  para algum crente sério de uma denominação séria. Ele poderá te dar algum conselho sobre como você pode agir se não encontrar uma Igreja bíblica.

Algumas opções que irão surgir antes de você decidir  não  frequentar nenhuma Igreja.



1- Há alguma chance de tudo isso mudar? Se há, então lute por estas mudanças. Provavelmente haverão outros tentando mudar, haverão outros irmãos que desejarão promover mudanças na denominação. Converse com a liderança,  talvez ela esteja disposta a ouvir. Se não estiver, converse com os outros líderes, talvez eles estejam dispostos a ajudar.



2- Se não houver jeito de dialogar com as lideranças então provavelmente  seja a hora de sair.

Não há outra denominação na cidade  que você possa dizer que é minimamente bíblica?  Defeitos e possibilidades de melhorias todas terão, mas não há uma com coerência bíblica e bom senso teológico? Eu já falei e repito, se uma "Igreja" não for cristocêntrica ela nem é Igreja, mas uma seita que precisa ser abandonada. Pergunte, questione, se informe, não entre em furada.



3- Se não houver nenhuma congregação realmente cristã na sua localidade.

Neste caso complicado,  o ideal seria você frequentar uma em outra cidade próxima. Uma ou duas vezes por mês é possível que você  consiga manter-se firme na fé e na comunhão, lógico, mantendo frequência. Isso não é   ideal, pois seria interessante montar um culto em seu lar e convidar  pessoas da localidade para frequentar. Isso precisa ser conversado com o pastor local.


4- No caso mais dramático de não ter possibilidade de deslocamento para uma cidade próxima, ou não haver Igreja de Cristo nas cidades adjacentes então o caso exige muita oração e fé para que Deus mova algum coração na sua cidade.
 Quem sabe você não foi chamado para instalar uma Igreja em sua cidade? Converse com um irmão mais velho, de uma Igreja séria e de sólidos fundamentos bíblicos, quem sabe você receba apoio?
 Enquanto não recebe ore e busque a Deus, pois ficar sem congregar não é o ideal, pois só somos Corpo de Cristo unidos uns aos outros.



São 3 pontos para você não ser um desigrejado por opção:

1 - Na igreja primitiva, se tornar cristão significava pertencer à igreja. 

A Ceia sempre foi um momento de comunhão. Precisamos  ter convívio e congregar para manter esta comunhão. Sem esta ligação não haveria unidade no corpo de Cristo.
O batismo introduz o crente na Igreja e desde então ele vive em perfeita comunhão com todos. Leia  Atos dos Apóstolos.

Os que aceitaram a mensagem foram batizados, e naquele dia houve um acréscimo de cerca de três mil pessoas.
Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações.
Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos.
Todos os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum.
Atos 2.41-44


2 – A Igreja precisa de líderes.

Os salvos em Jesus carecem de liderança. Os membros necessitam  obedecer seus guias  em amor. Isso é o que a Bíblia nos ensina. Como estaremos sujeitos a uma autoridade se não congregarmos? Não estaremos sendo rebeldes? 
Naturalmente que não desejamos obedecer a líderes corruptos e antibíblicos, mas devemos procurar congregar onde existam líderes fiéis.  Hebreus nos diz:

Obedeçam aos seus líderes e submetam-se à autoridade deles. Eles cuidam de vocês como quem deve prestar contas. Obedeçam-lhes, para que o trabalho deles seja uma alegria e não um peso, pois isso não seria proveitoso para vocês.
Hebreus 13.17




3 -  A Bíblia ordena que congreguemos.

Ela não nos dá opções, sugestões, ela usa o imperativo. Não temos como fugir da nossa responsabilidade de congregar.

Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia.
Hebreus 10.25




Resumindo: Ser desigrejado não é uma opção válida para o cristão. Nem  Cristo, nem os apóstolos, nem a Igreja primitiva estabeleceram como seria possível ser cristão isolado. Para Deus Igreja é sempre um grupo que se reúne para cultuá-lo e servi-lo.
Por outro lado, frequentar uma "Igreja"  que não pregue Cristo também não deve ser opção.
Se existe alguém descontente com os rumos de sua denominação, procure o conselho de crentes maduros e bíblicos para tomar  decisões mais sábias.


Comentários

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações