Pular para o conteúdo principal

Ansiedade - medo do amanhã

O coração ansioso deprime o homem, mas a palavra bondosa o anima. (Provérbios 12.25)

 Sabemos  que as coisas jamais fogem do controle divino, Ele a tudo determina e controla, sem nenhum imprevisto seu.
Por outro lado o homem engana-se quando acha que tem as coisas sob seu controle, pois tudo que acontece, só ocorre por permissão divina. A ilusão de poder controlar seu destino faz com que os homens se sobrecarreguem de um fardo que são incapazes de carregar. Essa ilusão de poder e de dever em controlar o futuro chamamos de ansiedade.
Ansiedade seria um medo irracional de algo que poderia dar errado no futuro a respeito de algo que estamos planejando ou fazendo.
Carregar o fardo  da ansiedade  pode prejudicar a saúde e o crescimento espiritual.  O crente ansioso sabe que não tem  realmente o controle de sua vida em suas mãos, mas mesmo assim tenta exaustivamente controlar seu futuro, e  fazendo isso deixa claro que não confia plenamente em Deus. Ansiedade é uma incredulidade disfarçada, uma falta de segurança e uma fraqueza de fé.
Vejamos o que nosso Jesus diz:

"Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes? Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas? Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida? Por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem os lírios do campo. Eles não trabalham nem tecem. Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal". (Mateus 6.25-28 e 34)

O cristão sabe que todos os seus dias estão nas mãos de Deus. Desta forma Ele já conhece tudo que vai ocorrer mesmo antes de tudo existir. Antes dos ossos do ser humano serem formados, quando o nosso corpo ainda estava informe no ventre da mãe Deus já conhecia todos  os nossos dias. Por que então desconfiar de alguém que sabe e está controlando todos os acontecimentos? Logo percebemos que a ansiedade é  falta de confiança plena em Cristo.
Usar nossa capacidade de projeção e nossa inteligência para agir com antecedência, prevenir erros e antecipar algum projeto é salutar e necessário, isso não é ansiedade, é planejamento, isso faz-nos agir com sabedoria e prudência. Porém, o exagero de planejamento, que traz  o medo  e a angústia  é prejudicial e deve ser evitado.
É interessante que percebamos que nossas falhas tentativas de controle só bagunçam a vida ao redor, nada podemos fazer para controlar o futuro, torná-lo seguro para nós. Pelo contrário devemos entender que as ações de Deus  são sempre certas, não são  tentativas de erro e acerto.  Isso nos deixa bem claro como é contrastante a natureza tão santa do Deus Criador e a nossa natureza tão frágil, dependente e falível de ser humano! A Ele Seja a Glória!

Comentários

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações