Pular para o conteúdo principal

A não decepção


O desafio é muito grande, toda uma nação depende de você, de sua conduta, de sua capacidade .Olhando para a multidão, são milhares de pessoas com os olhos fitos em você. O que fazer? Como enfrentar a situação? E se falhar? E se não der certo? E se seu planejamento for desastroso?
A responsabilidade é monumental. É uma luta de vida ou morte contra um inimigo extremamente forte, que todos recusaram enfrentar. Você é Davi, um jovem, desconhecido e improvisado soldado. O inimigo é  experiente, forte e muito alto, seu  nome: Golias.  
A nação de Israel está ansiosa, você é última e única opção que eles têm.
Davi, o que você fará? Qual será sua estratégia?

O medo de assumir grandes responsabilidades é um grande obstáculo para nosso desenvolvimento pessoal.
Algumas pessoas entram em pânico diante da responsabilidade.
A exposição negativa que uma derrota pode trazer, faz com  que muitos recuem em momentos decisivos. Saber que há muita gente confiando em nós, esperando um bom desempenho, uma boa desenvoltura, sucesso. Isso tudo balança o emocional.
O Golias muitas vezes é uma prova de vestibular. A família toda espera confiante que você vá bem.
Outras vezes é um problema no serviço, o chefe  apela  para o funcionário  em que ele confia.Você.
A família conta com o pai para ser um bom administrador das finanças.
O jovem que vem pedir conselho com o pastor, esperando um conselho que oriente sua difícil situação.
......E se.......
E se você falhar?Se não der certo?
Quais são suas armas? Quais suas estratégias?
Não quero decepcionar quem confia em mim.
Confie em Deus.
Davi tinha uma estratégia , ele confiou em Deus e não teve medo de decepcionar o povo.
Quando suas lutas forem as mesmas lutas do Senhor , você tem convicção de andar no caminho correto, vai juntar as pedras certas, vai utilizar a força certa, vai mirar com perfeição e vai atingir a fronte do gigante.
Davi não decepcionou quem confiava nele,pois ele mesmo não esperava de si mesmo nada.Ele esperava no Senhor Jeová o Santo de Israel.
A luta não era dele.Era de Deus. O Senhor pelejava por Israel. Hoje Cristo peleja pela Igreja.


Você que faz parte do povo de Deus, use a estratégia de Davi.

Comentários

  1. É um blog encantador encontrei o seu blog enquanto navegava pela net, não li muito, mas gostei do que vi e li,espero voltar mais algumas vezes,deu para ver a sua dedicação e claro sempre aprendemos ao ler blogs como o seu.
    Se me der a honra de visitar e ler algumas coisas no Peregrino e servo ficarei radiante, e se desejar deixe um comentário.
    Abraço fraterno.António.
    Peregrino E Servo.

    ResponderExcluir
  2. Muito, bom seu blog. Graça é paz. Amigo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os Pais capadócios

A região da Capadócia (também conhecida como Província da Capadócia) era localizada na área centro-oriental da Anatólia na moderna Turquia. Era um dos domínios romanos da região da Ásia Menor. Os Pais Capadócios foram três notáveis teólogos que viveram nesta região entre os concílios de Niceia (325) e o de Constantinopla (381). Sendo que suas contribuições para o Concilio constantinopolitano foram especialmente  relevantes. São eles  Basílio, Gregório de Nazianzo e Gregório de Nissa  e ficaram  conhecidos como os  Padres Capadócios.
Os três foram grandes amigos do assim chamado “Campeão da Ortodoxia” Atanásio, ou Atanásio de Alexandria , e criaram fórmulas para desenvolver a doutrina da Trindade de forma a ser aceita pela maioria dos teólogos da época. Basílio de Cesaréia e Gregório de Nissa eram irmãos, sendo que Basílio, que era seis anos mais velho, foi quem ensinou os princípios elementares da fé a seu irmão mais novo Gregório. Gregório de Nazianzo foi amigo íntimo dos dois, compartil…

Trindade Imanente e Trindade Econômica

Não se pode estudar Teologia do ponto de vista ortodoxo sem refletir a respeito da doutrina Trindade. A grande maioria das Igrejas cristãs abraça esta doutrina. Ela é básica para o Cristianismo.  A Declaração típica do credo cristão histórico é: Cremos em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo .
Os judeus do tempo de Jesus davam muita ênfase à unidade de Deus, e esta ênfase foi trazida para dentro da igreja cristã. Não muito tempo depois,  estudiosos da Bíblia notaram que a Unidade ensinada no Judaísmo não era tão evidente assim como se entendia na época. Analisando as afirmações de Cristo e as revelações do apóstolo Paulo chegou-se a conclusão de uma Triunidade, também chamada de  Trindade .
Tertuliano (ca. 160 - ca. 220 d.C.) foi o teólogo responsável pelo desenvolvimento do termo Trindade, ele criou a palavra “Trindade” (no latim, Trinitas), esse termo desde a sua época tornou-se característico da teologia cristã. Muitos teólogos do cristi…

“Eu te conheci no deserto, em terra muito seca.” (Oseias 13.5.)

O povo de Israel estava sofrendo sobremaneira na terra do Egito e isto já durava 400 anos. Deus  então ouviu o clamor de Israel quando o povo estava na escravidão . Moisés foi usado para libertar o povo. Israel então saiu, livre, para o deserto. Foi ao sair do Egito que eles viram o poder de Deus manifestado. Jamais um povo viu tantas manifestações grandiosas do poder do Altíssimo como Israel na Terra de Faraó. Por dez vezes o povo que os escravizara fora castigado por Deus  de maneira sobrenatural, e Israel viu tudo isso e ficou ileso. Castigos como água transformada em sangue,  plantações destruídas, primogênitos mortos. Mas Israel esteve protegido e não sofreu estas assolações. Mas não foi lá que eles  aprenderam quem era Deus. Foi  na terra seca e inabitável do deserto do Neguev, onde não havia água nem comida e o sol era ardente, que a nação escolhida conheceu ao Senhor. Hoje também, Jesus nos resgatou da maldição do pecado e nos colocou no caminho da vida eterna. Estamos livres e se…