Pular para o conteúdo principal

Uma opção de amor. Salmo 34.22

O Senhor resgata a alma dos seus servos, e nenhum dos que nele se refugiam será condenado. Salmo 34.22


Injustiça. Condenação de inocentes. Morte.

Poucas coisas são tão horríveis e dolorosas de se presenciar do que a condenação de um inocente. É mais terrível ainda quando todos sabem que o condenado é inocente, até mesmo o juiz que o condenou.
Todos os dias milhares de pessoas morrem e são condenadas ao inferno por toda a eternidade, segundo a Bíblia. Isso não parece incrivelmente injusto para você?
Não se você soubesse que estas pessoas merecem a punição eterna.
Agora o outro lado da moeda. Todos os dias milhares de pessoas morrem e não são condenadas, mas vão diretamente para os braços de Deus. 
E se você soubesse que todas estas pessoas eram merecedoras da punição eterna tanto quanto as outras que foram condenadas? Isso seria injusto para você?
Em nenhum dos dois grupos haviam pessoas inocentes. Só culpados. Todos eram culpados e condenados à morte eterna.
Vou te dizer o que me parece realmente injusto: A Condenação do verdadeiramente inocente, o Inculpável.
Jesus , o Filho de Deus foi condenado à morte por  pecados que ele jamais houvera cometido. Isso foi o amor superando a justiça. A entrega de um inocente, voluntariamente , para sanar uma dívida de uma transgressão que não era sua.
Adotados por Deus Pai e incluídos agora entre os filhos Dele por intermédio do Espírito Santo,   milhares de servos de Cristo,   passam direto da morte para a vida sem enfrentar os horrores da condenação eterna.  A Justiça do único Justo foi imputada aos pecadores, aos transgressores da Lei , os condenados.
Desde então , todos os que se refugiam nas asas da graça de Cristo não serão condenados, jamais verão o inferno e seus horrores. Para estes, e só para estes, há provisão da parte de Deus para sua salvação eterna. Isso não é injustiça, é amor.
Você está se refugiando em Cristo?
Mais do que justiça ou injustiça, a Salvação de Deus foi uma opção de amor.



Comentários

Total de visualizações