Pular para o conteúdo principal

Um presente para você - Carpe diem. Salmo 118.24

Este é o dia que fez o Senhor; regozijemo-nos, e alegremo-nos nele. Salmo 118. 24




Nutze den Tag, carpe diem, seize the day , alemão, latim, inglês ou o  "Aproveite o dia " em bom Português. Há uma expressão em cada língua para o famoso carpe diem. O uso desta expressão é atribuído   ao  filósofo e poeta  romano Horácio , mas seu conceito já estava registrado no livro de Salmos muito tempo antes. Deus já nos tinha chamado a atenção para a grandeza do presente que recebemos cada manhã de ter o sol da vida brilhando sobre nós.
Não nos damos conta da importância disto, mas é só darmos uma olhada nas estatísticas e nos noticiários que perceberemos que muitos não receberam este privilégio. Para muitas pessoas a noite chegou pela última vez.
Há muitos que não desfrutam deste maravilhoso presente de Deus ( o dia de hoje) pensando no amanhã, no que farão, nas contas a pagar, no trabalho a realizar. Há muitos que se alegram mais na sexta-feira, ou na véspera do feriado porque antecede o  dia de descanso  e lazer do que no próprio dia de lazer. Vivem com os olhos presos no calendário ou no relógio e esquecem de desfrutar a existência como presente de Deus.
O nosso dia deve ser investido em Deus, na família, no trabalho e em nós mesmos. Nosso dia deve ser um investimento , mas não um investimento que pense apenas do futuro, um futuro distante que nem sabemos se ele realmente chegará.
Bom, o salmista está no ensinando algo importante , na verdade ele nos está fornecendo um mandamento da parte de Deus:

"regozijemo-nos," 

De fato ele não apenas ordena, mas reforça o mandamento ao repetir:

 "e alegremo-nos"

Alegria para o cristão não é opcional, é mandamento, pois mesmo nos dias mais frios, mais nublados, mais problemáticos há ainda uma boa coisa para lembrarmos:

Ganhamos mais um dia de presente. 

Este não é um presente qualquer , é uma dádiva que só Deus pode fornecer, afinal Ele é o doador da vida.
Há uma potência de vida em cada manhã, e é preciso que expressemos essa potência que nos foi dada. Expressar a nossa potência de vida significa  adequar nossa vida aos planos de Deus. São planos de alegria suprema. Planos de excelência. 
Que fique claro porém, viver o dia não significa viver de modo irresponsável, como se não houvesse amanhã. É sábio agir com prudência com respeito ao futuro, o que não é sábio é esquecer de viver o hoje, o presente, deixar de investir tempo e alegrarmo-nos . O presente nos pertence, o futuro pode pertencer, não temos certeza. E não sabemos nunca "que futuro" Deus nos reserva.
Neste caso, até a dor ( se o futuro nos reservar) nos fornece uma possibilidade de mudança, de virtude, de excelência. Os sofrimentos trabalham nossa existência mas não podem nos impedir de que nos contaminemos pela alegria de desfrutar da presença diária de Deus em nossos dias. 
Nossa potência de vida é alegrar-se e só há alegria verdadeira quando entendemos que o dia deve ser vivido alegremente para Deus. Gratos sempre pela graça da vida.
Receba este presente , este dia com gratidão e alegre-se nele.
Deus tem algo para você hoje.
O Presente ! - Carpe diem






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Pais capadócios

A região da Capadócia (também conhecida como Província da Capadócia) era localizada na área centro-oriental da Anatólia na moderna Turquia. Era um dos domínios romanos da região da Ásia Menor. Os Pais Capadócios foram três notáveis teólogos que viveram nesta região entre os concílios de Niceia (325) e o de Constantinopla (381). Sendo que suas contribuições para o Concilio constantinopolitano foram especialmente  relevantes. São eles  Basílio, Gregório de Nazianzo e Gregório de Nissa  e ficaram  conhecidos como os  Padres Capadócios.
Os três foram grandes amigos do assim chamado “Campeão da Ortodoxia” Atanásio, ou Atanásio de Alexandria , e criaram fórmulas para desenvolver a doutrina da Trindade de forma a ser aceita pela maioria dos teólogos da época. Basílio de Cesaréia e Gregório de Nissa eram irmãos, sendo que Basílio, que era seis anos mais velho, foi quem ensinou os princípios elementares da fé a seu irmão mais novo Gregório. Gregório de Nazianzo foi amigo íntimo dos dois, compartil…

“Eu te conheci no deserto, em terra muito seca.” (Oseias 13.5.)

O povo de Israel estava sofrendo sobremaneira na terra do Egito e isto já durava 400 anos. Deus  então ouviu o clamor de Israel quando o povo estava na escravidão . Moisés foi usado para libertar o povo. Israel então saiu, livre, para o deserto. Foi ao sair do Egito que eles viram o poder de Deus manifestado. Jamais um povo viu tantas manifestações grandiosas do poder do Altíssimo como Israel na Terra de Faraó. Por dez vezes o povo que os escravizara fora castigado por Deus  de maneira sobrenatural, e Israel viu tudo isso e ficou ileso. Castigos como água transformada em sangue,  plantações destruídas, primogênitos mortos. Mas Israel esteve protegido e não sofreu estas assolações. Mas não foi lá que eles  aprenderam quem era Deus. Foi  na terra seca e inabitável do deserto do Neguev, onde não havia água nem comida e o sol era ardente, que a nação escolhida conheceu ao Senhor. Hoje também, Jesus nos resgatou da maldição do pecado e nos colocou no caminho da vida eterna. Estamos livres e se…

Filipe o Evangelista - Vivendo na Dinâmica do Espírito

Filipe Diácono e Evangelista Filipe foi um evangelista, foi  um dos primeiros seguidores de Jesus e  um dos Setenta Discípulos (Lucas 10) . Junto com Estêvão, era um dos sete “homens acreditados, cheios de espírito e de sabedoria” , escolhidos para a distribuição de alimentos entre as viúvas cristãs em Jerusalém (Atos 6:1-6).  Filipe foi a Samaria; proclamou ali o evangelho, realizou milagres,  e como resultado muitos aceitaram a mensagem e foram batizados ( veja Atos 8.4-13). Logo depois batizou um eunuco da Etiópia e foi "arrebatado" até Asdode, de onde seguiu pregando até Cesareia. Anos mais tarde, morou em Cesareia, onde pregava com suas quatro filhas. Por volta do ano 56d.C. foi visitado por Paulo e Lucas que ficaram por um tempo em sua casa.  A tradição diz que ele residiu em Trales se tornando bispo da Igreja local.  Vamos a o relato mais significativo da vida de Filipe. A história de Filipe e o Etíope.

Atos 8.26-40
26 -  Mas um anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Lev…