Pular para o conteúdo principal

Cristo Pantocrator

O CRISTO PANTOCRATOR



O Cristo Pantocrator refere-se a uma forma de representação de Jesus. É uma palavra de origem grega que significa "Todo-Poderoso" ou "Onipotente". Encontra-se várias vezes no Novo Testamento em grego. Provém de pan (tudo ou todo) e krátos (alto, em cima e, daí, governo e poder). Quando percebemos esta pintura   logo atentamos para  o dogma cristológico das duas naturezas de Jesus, a  humana e a divina , unidas na única, A  Pessoa do Verbo.  
A Bíblia faz muitas referências ao Messias sofredor, cheio de dores, sendo perseguido e sendo martirizado, morrendo pelos pecadores na cruz do Calvário. A Igreja neotestamentária assimilou bem esta mensagem. Mas não isso não é tudo sobre Cristo , há mais para se falar sobre ele.
Outra perspectiva é a do Cristo como uma alma iluminada, instruída, que traz uma sabedoria diferenciada ao homem.
Isso fala de uma parte importante do ministério de Jesus, mas também não é tudo.
Ele também  é o Grande Imperador do Universo , O Rei do reis e Senhor dos Senhores. O Senhor que tudo rege ,  Cristo mantém através de seu poder  todas as coisas: tanto as da alma como as de natureza material, NELE  tudo permanece, NELE q  vivemos, NELE nos movemos e existimos. (Atos 17: 28-30 )
No Pantocrator o Cristo é representado como Soberano, sentado sobre um trono.  Cristo é Deus e como tal ele é o grande Senhor do Universo e tudo está sujeito e submisso à ele.
Esse é o Pantocrator, que detém em suas mãos o poder da vida, a chave do inferno e da morte, que possuí sobre sua autoridade todos os seres sejam os que existem na terra como os seres angelicais que vivem nos céus, também domina sobre o inferno e nada escapa de seu maravilhoso e irremovível domínio.O Cristo Pantocrator é o máximo dominador sobre as nações ,  é o grande artífice da natureza, que não somente a planejou a criou mas também desde a criação ele a mantém e a preserva para sua glória.

“Tudo o que o Senhor quis, fez, nos céus e na terra, nos mares e em todos os abismos”. Salmo 135:6. “Mas nosso Deus está nos céus; fez tudo o que lhe agradou”. Salmo 115:3. 

Saber que nosso Jesus é o Pantocrator é saber que nada está longe do seu alcance, que os seres de todo Universo e o próprio Universo está sendo regido e controlado da maneira que LHE agrada.
Como seria terrível se este Pantocrator fosse mal, fosse irascível e sem compaixão, certamente estaríamos destruídos.
Se ele fosse uma das divindades inventadas pelo homem, que são instáveis e inseguras, podendo se irar a qualquer momento e por qualquer motivo. Que terrível seria!!
 O mais importante de tudo é saber que sua igreja esta reconfortada neste grandioso poder, a Igreja sabe que seu mestre é maravilhoso e amoroso.
Ele trabalha em favor dos que o amam, ele batalha por seus eleitos, ele morreu na cruz para salvar um povo para si. 
Como é maravilhoso para nós sabermos que fazemos parte do povo escolhido pelo Regente Geral do Universo, o Imperador indestrutível da História, o Senhor de todos os seres sejam os físicos como os espirituais. E mais interessante ainda, sabermos que esse grande e poderoso Regente nos ama com amor Sacrificial.

Somos povo do Cristo Pantocrator.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Pais capadócios

A região da Capadócia (também conhecida como Província da Capadócia) era localizada na área centro-oriental da Anatólia na moderna Turquia. Era um dos domínios romanos da região da Ásia Menor. Os Pais Capadócios foram três notáveis teólogos que viveram nesta região entre os concílios de Niceia (325) e o de Constantinopla (381). Sendo que suas contribuições para o Concilio constantinopolitano foram especialmente  relevantes. São eles  Basílio, Gregório de Nazianzo e Gregório de Nissa  e ficaram  conhecidos como os  Padres Capadócios.
Os três foram grandes amigos do assim chamado “Campeão da Ortodoxia” Atanásio, ou Atanásio de Alexandria , e criaram fórmulas para desenvolver a doutrina da Trindade de forma a ser aceita pela maioria dos teólogos da época. Basílio de Cesaréia e Gregório de Nissa eram irmãos, sendo que Basílio, que era seis anos mais velho, foi quem ensinou os princípios elementares da fé a seu irmão mais novo Gregório. Gregório de Nazianzo foi amigo íntimo dos dois, compartil…

“Eu te conheci no deserto, em terra muito seca.” (Oseias 13.5.)

O povo de Israel estava sofrendo sobremaneira na terra do Egito e isto já durava 400 anos. Deus  então ouviu o clamor de Israel quando o povo estava na escravidão . Moisés foi usado para libertar o povo. Israel então saiu, livre, para o deserto. Foi ao sair do Egito que eles viram o poder de Deus manifestado. Jamais um povo viu tantas manifestações grandiosas do poder do Altíssimo como Israel na Terra de Faraó. Por dez vezes o povo que os escravizara fora castigado por Deus  de maneira sobrenatural, e Israel viu tudo isso e ficou ileso. Castigos como água transformada em sangue,  plantações destruídas, primogênitos mortos. Mas Israel esteve protegido e não sofreu estas assolações. Mas não foi lá que eles  aprenderam quem era Deus. Foi  na terra seca e inabitável do deserto do Neguev, onde não havia água nem comida e o sol era ardente, que a nação escolhida conheceu ao Senhor. Hoje também, Jesus nos resgatou da maldição do pecado e nos colocou no caminho da vida eterna. Estamos livres e se…

Filipe o Evangelista - Vivendo na Dinâmica do Espírito

Filipe Diácono e Evangelista Filipe foi um evangelista, foi  um dos primeiros seguidores de Jesus e  um dos Setenta Discípulos (Lucas 10) . Junto com Estêvão, era um dos sete “homens acreditados, cheios de espírito e de sabedoria” , escolhidos para a distribuição de alimentos entre as viúvas cristãs em Jerusalém (Atos 6:1-6).  Filipe foi a Samaria; proclamou ali o evangelho, realizou milagres,  e como resultado muitos aceitaram a mensagem e foram batizados ( veja Atos 8.4-13). Logo depois batizou um eunuco da Etiópia e foi "arrebatado" até Asdode, de onde seguiu pregando até Cesareia. Anos mais tarde, morou em Cesareia, onde pregava com suas quatro filhas. Por volta do ano 56d.C. foi visitado por Paulo e Lucas que ficaram por um tempo em sua casa.  A tradição diz que ele residiu em Trales se tornando bispo da Igreja local.  Vamos a o relato mais significativo da vida de Filipe. A história de Filipe e o Etíope.

Atos 8.26-40
26 -  Mas um anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Lev…