Pular para o conteúdo principal

Perseverance of Saints - Perseverança dos Santos - TULIP 5

A Doutrina da Perseverança dos Santos é a última doutrina da TULIP e uma consequência natural das anteriores.

Esta doutrina ensina que os eleitos, os santos que foram remidos no sangue de Cristo, estão seguros de sua salvação e não estão a correr o risco de perdê-la a qualquer instante. Ela também é conhecida como Segurança Eterna dos crentes e aponta para o  caráter definitivo e irremovível do sacrifício de Jesus no Calvário.Aqueles por quem Cristo morreu estão seguros, estão confiantes, aguardam sua salvação confiantes que o Senhor que os resgatou da maldição é fiel e irá completar a boa obra que começou em suas vidas.

A jornada pode ser longa, o caminho estreito, a estrada árida, cansativa, as dificuldades e provações grandes, mas Deus nos garante que chegaremos Lá, nos Céus , na Eternidade com Cristo. 
Percebam que os crentes verdadeiros caem em tentações e cometem pecados, até mesmo graves pecados,  mas esses pecados não os levam a perder a salvação ou a separá-los de Cristo.
Lemos no livro de Hebreus 12.5 -7:

 E estais esquecidos da Palavra de encorajamento que Ele vos dirige como a filhos: “Meu filho, não desprezeis a disciplina do Senhor, nem desanimeis quando por Ele sois repreendido, pois o Senhor disciplina a quem ama, e educa todo aquele a quem recebe como filho”. Suportai as dificuldades, aceitando-as como disciplina; Deus vos trata como filhos. Ora, qual o filho que não passa pela correção do seu pai?


O Senhor disciplina seus filhos, seus eleitos. Ele os trata de maneira a confrontá-los com seu pecado a se arrependerem e abandonarem seus erros. Isso através da sua amorosa disciplina infalível.

Neste caso é certo que o salvo, uma vez que se encontre em pecado será disciplinado, entrará no deserto da aflição , da dor e da angústia, terá sua consciência martelada pela Palavra, até que, através do poder restaurador do Espírito Santo ele se afaste do erro e se volte para Deus.
O Senhor não pune com a perda da salvação seus eleitos, por maior que seja seu pecado ele os levará ao arrependimento, seja através da dor ou do tormento da consciência.
Mas também é importante que saibamos que nem todos os que se dizem cristão o são realmente. Nem todos os que se dizem salvos o são verdadeiramente. Há muitos que saem do rebanho de Cristo para nunca mais voltar, porém apesar de terem frequentando o rebanho, tentado comer dos seus pastos verdes, serem por um pouco guiados pelo Pastor das ovelhas, eles cansaram desta vida e abandonaram o lugar do qual nunca fizeram realmente parte. Só sai do meio da Igreja, do meio do povo de Deus os que nunca foram povo de Deus.
A fé e a confissão pública são um resultado visível de um trabalho invisível de Deus no coração do pecador. Não raro porém a confissão é vazia de fé salvadora, e o "novo converso" logo irá se afastar da congregação da qual nunca fez realmente parte.

A Doutrina da Perseverança dos Santos está lastreada em diversos textos dos quais podemos selecionar:

  João 6.37 - Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.

   João 6.38 - Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.

  João 6.39 - E a vontade do que me enviou é esta: Que eu não perca nenhum de todos aqueles que me deu, mas que eu o ressuscite no último dia.

 João 17.12 -  Enquanto eu estava com eles, eu os guardava no teu nome que me deste; e os conservei, e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura.

Romanos 8.35 - quem nos separará do amor de Cristo? a tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada.

 I Coríntios 10.13 Não vos sobreveio nenhuma tentação, senão humana; mas fiel é Deus, o qual não deixará que sejais tentados acima do que podeis resistir, antes com a tentação dará também o meio de saída, para que a possais suportar.




Comentários

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações