Pular para o conteúdo principal

O Fardo. Salmo 119.25

A minha alma está pegada ao pó; vivifica-me segundo a tua palavra. Salmo 119.25 



Por que a alma do  autor está apegada ao pó? Não sabemos, mas sabemos que ele tinha esperança que , segundo a palavra do Senhor, segundo a sua promessa , ele poderia ser restaurado.
Quando ele diz que sua alma está apegada ao pó ele está dizendo que ela foi colocada lá, ela foi abatida. Talvez tenha sido derrubada por um golpe, ou pode ser que tenha sido prostrada pelas tempestades da vida.
Se foi um golpe, certamente  foi duro, forte, porque ele não estava podendo levantar-se sozinha.
Vamos a um exemplo que ilustra o caso.
Uma vez uma  criança, que indo com os pais no mercado , recebeu a incumbência de ajudar a carregar uma sacola das compras,  ela  precisava ajudar os pais nesta tarefa, pois eles não tinham carro, precisando ir a pé. O problema é que ela teve que  carregar uma sacola pesada demais e parou no meio do caminho  cansada. Depois disto  reclamou de ter pegado uma sacola muito pesada. Seu pai , vendo o esforço despendido,perguntou: Por que você não me disse antes que não conseguia? Eu ajudava a carregar tua sacola.
Ele pegou, então,  uma alça da sacola e prosseguiu até chegar em casa. Desta vez a criança conseguiu com facilidade.
Perceba, ele esteve todo tempo ali , do lado dela , a qualquer pedido de ajuda ele poderia estender a mão para ajudá-la. 

Você já passou por  aquela situação da vida em que sentimos um peso tremendo sobre nós? Um peso esmagador , impossível de carregar, em que apenas gememos embaixo da carga?
Este é o famoso abatimento, estamos caídos , quase sem vida, sem fôlego para dar mais um passo. Os fortes golpes da vida nos prostram. Pensamos em desistir, pensamos que não dá mais.
Sabe por que?
Em muitos casos é por que  somos como aquela criança, que sabe que não tem condições de carregar a sacola, mas insiste mesmo assim até se cansar e desistir no meio do caminho. Somos assim também , suportamos um peso tremendo nos lombos resistindo em pedir auxílio, até que paramos desgastados e sobrecarregados no meio do caminho. Sem condições de suportar mais o fardo, abandonamos ele , deixamos um compromisso, um projeto, um objetivo, porque estamos abatidos esgotados.
Mas nosso Pai não deseja que isso seja assim, Deus deseja caminhar conosco, por a mão na nossa mão e segurar o nosso fardo. Ele deseja nos vivificar, nos tornar alegres em sua presença. Eu sei que o Senhor tem muitos projetos para as nossas vidas e ele quer tocar estes projetos conosco. Se ele nos dá uma tarefa pesada, árdua e difícil, não é para abandonarmos, pelo contrário , é para cumprir até o fim. 

Se tornar-se demasiado difícil, Ele se compromete em nos vivifica, segundo a sua Palavra. 




Comentários

Total de visualizações