Pular para o conteúdo principal

Salmos 52


Salmos 52

 O Salmo é um cântico imprecatório contra um dos inimigos de Davi, o traiçoeiro   Doegue edomita .
 Quando Davi fugiu de Saul obteve disposições urgentes por parte dos sacerdotes em Nobe   (1 Sam 21: 1-9).  Ele foi visto por Doegue, edomita e um servo de Saul, que informou o caso a Saul. Saul mandou que Doegue matasse todos os sacerdotes de Nobe.  Foram     85 sacerdotes e suas famílias  que foram  mortos por Doegue. Davi então compôs um salmo clamando pela justiça e confiando na retribuição divina.
A versão utilizada é a Bíblia João Ferreira de Almeida Revista e Atualizada (JFA-ARA).


Salmos 52

1 Por que te glorias na malícia, ó homem poderoso? pois a bondade de Deus subsiste em todo o tempo.
 A maldade é motivo de orgulho para o ímpio, sua altivez e perversidade faz com que ele não sinta nenhum arrependimento por ter praticado injustiça e destruição. O crime cometido é de uma gravidade monstruosa. Sacerdotes foram mortos dentro da casa de Deus. E isso não lhe pesa o coração, pelo contrário ele se gaba de ter feito grande ato, como se fosse um herói, um grande homem!
Observe o contraste que Davi  faz com Deus, que em seu poder soberano usa de bondade para com os homens. Sua bondade é sua glória. Deus se alegra sendo bom eternamente.

2 A tua língua maquina planos de destruição, como uma navalha afiada, ó tu que usas de dolo.
O mau Doegue é conhecido por sua habilidade em maquinar planos de destruição. Tal como qualquer ímpio, sua língua é instrumento de morte, de traição e de engano. É um homem que não teme a Deus , nem se preocupa com sua lei moral.

3  Tu amas antes o mal do que o bem, e o mentir do que o falar a verdade.
  Existem muitas pessoas que inexplicavelmente amam o mal, se alegram em ver o sofrimento alheio, a isso chamam os entendidos de uma disfunção, de fato, uma disfunção diabólica , elas demonstram várias características do que é conhecido como “Dark Tetrad” (em português, algo como “tétrade obscura”). Trata-se da interseção de quatro características terríveis: sadismo, maquiavelismo, narcisismo e psicopatia. As pessoas com esses traços de personalidade adoram magoar os outros, são extremamente enganosos, e não têm remorso por suas maldades. Mentir seria tão natural para este tipo de pessoa como bocejar ou se vestir.

4   Amas todas as palavras devoradoras, ó língua fraudulenta.
 Doegue agiu com astúcia e fraude ao informar a Saul de algo que não lhe dizia respeito e ainda por cima , de maneira enganosa e traiçoeira. Quantas pessoas agem com tal intenção hoje em dia? Vemos no Novo Testamento a mesma atitude na Judas Iscariotes que  foi um dos doze apóstolos de Jesus Cristo, e que  veio a ser o traidor que entregou Jesus aos seus captores, no sinédrio, por trinta moedas de prata.

5  Também Deus te esmagará para sempre; arrebatar-te-á e arrancar-te-á da tua habitação, e desarraigar-te-á da terra dos viventes.
As imprecações do salmista contra os ímpios são duríssimas. Ele não se contém em sua ira contra a imensa atrocidade  cometida contra os sacerdotes de Nobe. Em palavras que foram divinamente inspiradas  , palavras proféticas, é feita uma descrição terrível de um julgamento contra os inimigos de Davi e inimigos de Deus.

6 Os justos o verão e temerão; e se rirão dele, dizendo:
Justo é aquele que confia no Senhor e aparta-se do mal. Neste sentido os justos hão de alegrar-se no momento em que Deus exercer o direito e o juízo sobre os maus. A fala do justo é dividida em dois momentos nos versículos seguintes:

7   Eis aqui o homem que não tomou a Deus por sua fortaleza; antes confiava na abundância das suas riquezas, e se fortalecia na sua perversidade.
  A primeira parte é a descrição do motivo da derrocada e da destruição do perverso. Ele está ali, julgado e abatido por que excluiu Deus de sua vida, não dez do Altíssimo como sua segurança, antes confiou em suas posses, em sua força humana. Ele considerou que sua maldade e sua crueldade poderia protegê-lo.  Como é tolo o homem que confia em si mesmo, está fadado ao fracasso.

8 Mas eu sou qual oliveira verde na casa de Deus; confio na bondade de Deus para sempre e eternamente.
 No segundo momento é considerado a força dos fiéis, que se estabelece sobre a grande bondade de Deus. Suas bases estão seguras e não vacilam, é como uma oliveira que se prolonga indefinidamente verde, não envelhece , adoece ou morre pois esta vivendo e sendo alimentada  na casa de Deus. Nós também seremos como esta oliveira, um dia seremos transformados, seremos à imagem e semelhança do Cristo ressuscitado, não morreremos, nem adoeceremos mais, eternamente.


9  Para sempre te louvarei, porque tu isso fizeste, e proclamarei o teu nome, porque é bom diante de teus santos.
O júbilo do que confia em Deus é duradouro, permanente. Ele vive a louvar ao Senhor por que ele faz justiça aos seus escolhidos, que andam nos seus caminhos.
Esta confiança nos sustenta , apesar de vermos o mal temporariamente 

Comentários

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações