Pular para o conteúdo principal

O OBREIRO E MINISTÉRIO

OBREIRO E MINISTÉRIO





Toda Igreja é obreira de Cristo. Todos os que realmente fazem parte do corpo de Cristo são chamados a cooperar de alguma forma para o crescimento e manutenção da Obra de Deus na terra.
A Obra é de Deus, mas ele conta conosco para executá-la e para fazê-la crescer, apesar disto não é necessário desespero,  Cristo prometeu que ele edificaria a sua igreja. 
Apesar disto temos entre os obreiros alguns que possuem um chamado  especial para liderar atividades na Igreja. Importante é não  confundir Oficiais da Igreja com  dons ministeriais.
Dons ministeriais são capacidades especiais que O Espírito Santo alcança a determinadas pessoas para servir na Igreja.
Uma pessoa recebe um dom ministerial, qual seja, apóstolo, profeta, evangelista, pastor ou mestre , conforme Efésios 4 ,  ela   terá sempre esse dom.  Se vai ministrar, ou seja, servir o corpo de Cristo usando esse dom é outra história.

Cargos ou Ofícios eclesiásticos

A Bíblia relata 4 cargos eclesiásticos. Vamos listá-los em ordem de proeminência:

Apóstolo – Não existem mais na Igreja.  Foram escolhidos por Jesus em número de 13  . Dentre estes 12 antes da morte de Jesus e dois depois da sua ressurreição, o Apóstolo Paulo que foi chamado pelo Senhor ressurreto para ser um apóstolo aos gentios e o Apóstolo Matias escolhido para substituir o falecido Judas  que suicidou-se.Alguns destes deixaram escritos que são considerados  inspirados e possuem autoridade canônica na Igreja. 
O dons de apóstolo e profeta já não existem, pois foram dados para a formação dos fundamentos da igreja. "Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina" (Ef 2:20).
No caso o dom de profeta como intermediário entre Deus e os homens , como os exemplos do AT (Moisés, Elias, Jeremias...), este dom foi suprimido com a vinda de Cristo.Os dons apostólicos também foram suprimidos com as mortes dos 12 e do Apóstolo Paulo.

Pastores  Também chamados na Bíblia de Presbíteros, ou Bispos. São os líderes locais da Igreja. Homens que possuíam a autoridade espiritual para dirigir o andamento do trabalho, aconselhar, ensinar, exortar e exercer a disciplina.

Diáconos – A Bíblia menciona a eleição de 7 diáconos. Sua função era servir às mesas, ou seja, distribuir e administrar os recursos matérias da Igreja local.

Missionários – Muitas de nossas Bíblias traduzem também como apóstolos -  mas estes são diferentes dos primeiros. Os primeiros eram ouvintes e representantes oficiais de Jesus. Tudo o que falavam ou relatavam possuía o selo de autoridade designada pelo próprio Senhor Jesus., eles andaram com o Mestre. Os segundos eram escolhidos para evangelizar regiões remotas , onde ainda não se havia  ouvido o evangelho. Era o que chamamos hoje de missionário. Na Bíblia temos o exemplo de Barnabé, João Marcos, Silas, entre outros.

Existem hoje, na Igreja moderna outros nomes como: Reverendos, Evangelistas, Diáconos, Missionários, Bispos, presbíteros, Pastores, Patriarcas, entre outros. Isso nada mais significa do que outros nomes para os mesmos 3 cargos de Pastor, Diácono e Missionário, visto que o ofício apostólico não existe mais.

Dons Ministeriais

No Livro de Efésios capítulo 4 possuímos uma lista  de 5 dons ministeriais. Estes dons são distribuídos para determinados membros da Igreja, segundo sua soberana vontade
Todo dom vêm de Deus, assim como a autoridade ministerial. O Apóstolo Paulo diz:
"Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus, o qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo pacto" (2 Cor. 3:5,6)
Pessoas que recebem estes dons são, ou deveriam ser, naturalmente reconhecidos como obreiros e designados como oficiais da Igreja, eles podem ser:

Apóstolos.  Aποστόλους   É conhecido como dom de Missionário, ele tem autoridade e sabedoria para desbravar lugares ainda não evangelizados. Ensina os rudimentos da fé, estrutura e organiza a Igreja local e prepara os obreiros locais. Mas ele apenas inicia estes trabalhos, pois quando está tudo encaminhado ele parte para outra região deixando um pastor incumbido de administrar a Igreja local.

Profetas.  Πрοϕήτας   tem capacidade de admoestar e exortar a Igreja.Tem uma palavra ousada e muitas vezes o Senhor lhe oportuniza alguma manifestação especial, seja em forma de cura ou profecia. Ele também  adverte contra pecados, anima a Igreja  e desperta o povo. Pode ser chamado para ajudar como  pastor se tiver também o dom pastoral ou como missionário, se possuir o dom de missão.

Evangelistas.  Εύαγγελιστάς – Evangelistas são os que ganham almas para Jesus.São conhecidos por terem facilidade de expressão , pregarem uma mensagem evangelística de arrependimento. São pessoas de muitos amigos, tem capacidade de se locomoverem em diferentes locais falando de Cristo com ousadia e sabedoria. Podem também fazer parte da Igreja como obreiros locais ajudando o pastor .

 Pastores.  Ποιμένας – De todos é o dom mais almejado. Naturalmente pois é um cargo de liderança e cargos de liderança são sempre visados.
“Esta é uma palavra fiel: se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja." Timóteo 3:1”
É um dom que a Bíblia chama de presbítero ou bispo. É o supervisor da Igreja, administra, aconselha, orienta, prega, ensina, visita, corrige, exorta. São inúmeras as atribuições e responsabilidades pastorais. O profeta, o evangelista, o mestre e o missionário estão sob sua autoridade. Sua responsabilidade é muito grande.  O pastor ensina com o mestre, evangeliza com o evangelista, faz missão junto com o missionário e corrige e anima com o profeta. Algumas vezes ele terá mais um dom aliado ao de pastor, mas mesmo não tendo ele deve apoiar o trabalho de todos os outros ministérios.

Mestres. Διδασκάλους – Um dom pouco valorizado e honrado na Igreja, mas de muita importância e responsabilidade. Tiago já advertia:
"Meus irmãos, não vos torneis, muitos de vós, mestres, sabendo que havemos de receber maior juízo."  Tiago 3:1  

O mestre deve ensinar com fidelidade a Palavra de Deus. A Igreja espera que ele sempre tenha algo novo para despertar o ânimo de alguém, corrigir os que estão pecando, orientar quem está precisando. O trabalho do mestre é auxiliar diretamente o trabalho pastoral de ensino da Igreja.  



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Pais capadócios

A região da Capadócia (também conhecida como Província da Capadócia) era localizada na área centro-oriental da Anatólia na moderna Turquia. Era um dos domínios romanos da região da Ásia Menor. Os Pais Capadócios foram três notáveis teólogos que viveram nesta região entre os concílios de Niceia (325) e o de Constantinopla (381). Sendo que suas contribuições para o Concilio constantinopolitano foram especialmente  relevantes. São eles  Basílio, Gregório de Nazianzo e Gregório de Nissa  e ficaram  conhecidos como os  Padres Capadócios.
Os três foram grandes amigos do assim chamado “Campeão da Ortodoxia” Atanásio, ou Atanásio de Alexandria , e criaram fórmulas para desenvolver a doutrina da Trindade de forma a ser aceita pela maioria dos teólogos da época. Basílio de Cesaréia e Gregório de Nissa eram irmãos, sendo que Basílio, que era seis anos mais velho, foi quem ensinou os princípios elementares da fé a seu irmão mais novo Gregório. Gregório de Nazianzo foi amigo íntimo dos dois, compartil…

“Eu te conheci no deserto, em terra muito seca.” (Oseias 13.5.)

O povo de Israel estava sofrendo sobremaneira na terra do Egito e isto já durava 400 anos. Deus  então ouviu o clamor de Israel quando o povo estava na escravidão . Moisés foi usado para libertar o povo. Israel então saiu, livre, para o deserto. Foi ao sair do Egito que eles viram o poder de Deus manifestado. Jamais um povo viu tantas manifestações grandiosas do poder do Altíssimo como Israel na Terra de Faraó. Por dez vezes o povo que os escravizara fora castigado por Deus  de maneira sobrenatural, e Israel viu tudo isso e ficou ileso. Castigos como água transformada em sangue,  plantações destruídas, primogênitos mortos. Mas Israel esteve protegido e não sofreu estas assolações. Mas não foi lá que eles  aprenderam quem era Deus. Foi  na terra seca e inabitável do deserto do Neguev, onde não havia água nem comida e o sol era ardente, que a nação escolhida conheceu ao Senhor. Hoje também, Jesus nos resgatou da maldição do pecado e nos colocou no caminho da vida eterna. Estamos livres e se…

Filipe o Evangelista - Vivendo na Dinâmica do Espírito

Filipe Diácono e Evangelista Filipe foi um evangelista, foi  um dos primeiros seguidores de Jesus e  um dos Setenta Discípulos (Lucas 10) . Junto com Estêvão, era um dos sete “homens acreditados, cheios de espírito e de sabedoria” , escolhidos para a distribuição de alimentos entre as viúvas cristãs em Jerusalém (Atos 6:1-6).  Filipe foi a Samaria; proclamou ali o evangelho, realizou milagres,  e como resultado muitos aceitaram a mensagem e foram batizados ( veja Atos 8.4-13). Logo depois batizou um eunuco da Etiópia e foi "arrebatado" até Asdode, de onde seguiu pregando até Cesareia. Anos mais tarde, morou em Cesareia, onde pregava com suas quatro filhas. Por volta do ano 56d.C. foi visitado por Paulo e Lucas que ficaram por um tempo em sua casa.  A tradição diz que ele residiu em Trales se tornando bispo da Igreja local.  Vamos a o relato mais significativo da vida de Filipe. A história de Filipe e o Etíope.

Atos 8.26-40
26 -  Mas um anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Lev…