Pular para o conteúdo principal

O que o termo "sensus plenior" significa?



"Sensus plenior" é um termo latino que significa, literalmente, "sentido mais completo", ou "significado mais profundo". 
O termo "sensus plenior" é usado para referir-se às passagens que, a seu nível mais óbvio falam  de uma pessoa ou evento, mas que também têm um significado mais profundo que pode ser verificado dentro do contexto mais amplo das Escrituras.
Um bom exemplo de um caso em que o princípio de "sensus plenior" deve ser aplicada é de Moisés ferir a rocha no deserto, para que a água fluiu para fora nutrir as pessoas. Esta passagem refere-se um acontecimento histórico muito real, e seu nível mais básico de sentido refere-se simplesmente a uma rocha física que fluiu com água física; mas este evento também foi um tipo de como Cristo, a rocha da nossa salvação, foi atingido com a vara da justiça divina, e daí em diante não fluiu de seu corpo ferido o perdão e a vida espiritual de que precisamos.  Em outras palavras, há um "plenior sensus", ou significado mais profundo para este evento que apenas o, ocorrência histórica real. Em 1 Coríntios 10: 4, Paulo dá instrução expressa para nós para ver um "sensus plenior" nesta passagem; e um pouco mais tarde, ele diz que todas as coisas registradas no Antigo Testamento foram escritos como "tipos" para nossa instrução (1 Cor. 10:11), dando-nos assim justificar a ver um "sensus plenior " em todas as Escrituras. 

É preciso ter muito cuidado para não abusar  deste recurso de interpretação. O "sensus plenior " deve  ser considerado apenas quando as Escrituras apontam claramente para ele, pois alguns ,generalizando seu uso, descambam para um método totalmente alegórico de interpretação bíblica, enxergando significado oculto em quase qualquer passagem. 

Fontes

http://www.monergism.com/thethreshold/articles/onsite/qna/plenior.html

Comentários

Total de visualizações