Pular para o conteúdo principal

Os 67 artigos de Zwínglio

Digno de nota é a obra maravilhosamente  harmônica com que Zwínglio e Lutero conduziram os primeiros passos da Reforma. Lutero na Alemanha e Zwínglio na Suíça. Mesmo sem que os dois tivessem contato um com o outro eles levataram praticamente o mesmo estandarte do Sola Scriptura , Sola Cristus, Sola Deo Gloria , Sola Fide e Sola Gratia.

Zuínglio preparou estes Artigos como pontos de disputa para a Primeira Disputa de Zurique. Esta Disputa ocorreria em 29 de janeiro de 1523. Comparando com as 95 tese de Lutero percebemos uma teologia bastante mais avançada do Reformador Suíço em relação o Reformador Alemão. Zuínglio foi mais fundo em sua reforma, em sua postura anti- romanista. Uma frase que resume seu pensamento era de que Enquanto Lutero conservou o que a Bíblia claramente não proibia, Zwínglio suprimiu tudo aquilo que a Bíblia não mencionava.


 “Eu, Huldrych Zwingli,, confesso que tenho pregado na nobre cidade de Zurique estes sessenta e sete artigos ou opiniões com base na Escritura, que é chamada theopneustos (isto é, inspirada por Deus). Proponho-me a defender e vindicar esses artigos com a Escritura. Mas se não tiver entendido a Escritura corretamente, estou pronto a ser corrigido, mas somente a partir da mesma Escritura”.


1. Todos os que dizem que o evangelho é inválido sem a confirmação da igreja erra e difama a Deus.

2. A essência e a substância do evangelho é que nosso Senhor Jesus Cristo, o verdadeiro filho de Deus, tem-nos manifestado a vontade de seu pai celestial, e com a sua inocência libertou-nos da morte e reconciliou-nos com Deus.


3. Deste modo, Cristo é o único caminho para a salvação para todos os que já foram, são e serão.


4. Aquele que busca outro caminho erra, e, na verdade, é um assassino e ladrão de almas.


5. Por isso, todos os que consideram outros ensinos iguais ou mais elevados do que o evangelho erram, e não sabem o que o evangelho é.


6. Porque Jesus Cristo é o guia e líder prometido por Deus a toda a humanidade, cuja promessa foi cumprida.


7. Ele é salvação eterna e cabeça de todos os que crêem; estes são o Seu corpo, pois o seu próprio corpo humano está morto. Nada é proveitoso sem Ele.

8. Disto, segue-se primeiro que todos os que habitam na cabeça (i.e. Cristo) são membros e filhos de Deus, formando a igreja, ou comunhão dos santos, a qual é a noiva de Cristo, ecclesia catholica.

9. Além disso, como os membros do corpo não podem funcionar sem o controle da cabeça, também ninguém no corpo de Cristo pode fazer qualquer coisa sem a sua cabeça, Cristo.

10. Visto que esse homem é louco, cujos membros (experimente) fazem alguma coisa sem a cabeça, rasgar, magoar, ferir-se, assim, quando os membros de Cristo realizam alguma coisa sem a sua cabeça, Cristo, eles são estúpidos magoando-se e sobrecarregando-se com leis loucas.

13. Se alguém quer ouvir, pode aprender clara e plenamente a vontade de Deus, e pelo Seu Espírito ser levado a Ele e através dele tornar-se um homem transformado.

14. Contudo, todos os cristãos devem diligenciar fortemente para que o evangelho de Cristo seja pregado em todo o lugar.

15. Porque a nossa salvação apoia-se na fé, e a condenação na incredulidade; pois toda a verdade está clara nele.

18. Cristo, tendo-se sacrificado uma vez por todos, é por toda a eternidade uma perpétua e aceitável oferta pelos pecados de todos os crentes, pelo que é compreensível que a missa não é um sacrifício, mas uma comemoração do sacrifício e segurança da salvação que Cristo nos tem dado.

19. Cristo é o único mediador entre Deus e nós mesmos.

20. Deus dar-nos-á todas as coisas em seu nome (Cristo), daí se compreende que, pela nossa parte, após esta vida, não necessitamos outro mediador senão Ele.

35. Visto isso, a jurisdição e a autoridade do poder secular estão baseados nos ensinamentos e ações de Cristo.

36. Todos os direitos e proteção que a chamada autoridade espiritual reclama pertencem aos governos seculares, contanto que sejam cristãos.

37. A esses, igualmente, todos os cristãos devem obedecer sem excepção.

38. Isto, enquanto não ordenarem o que é contrário a Deus.

39. Além disso, todas as suas leis devem estar em harmonia com a vontade divina, de modo que protejam os oprimidos, mesmo que estes não se queixem.

40. Só eles (
os governantes) têm o direito de aplicar a pena de morte sem provocar a ira de Deus sobre eles mesmos, e somente para aqueles que têm ofendido a ordem pública.

41. Se eles derem bons conselhos e ajuda àqueles por quem devem responder perante Deus, então estes devem-lhes assistência material.

42. Mas se forem infiéis e transgredirem as leis de Cristo devem ser depostos de acordo com a vontade de Deus.

49. Não conheço escândalo maior do que os sacerdotes não terem permissão a tomar esposas legítimas, mas poderem manter amantes se pagarem bem.

56. Quem quer que perdoe qualquer pecado, somente por causa do dinheiro, é companheiro de Simão (Mago) e Balaão, e verdadeiro mensageiro do diabo.

57. As verdadeiras Sagradas Escrituras não fazem referência ao purgatório após esta vida.

58. O destino dos mortos é unicamente do conhecimento de Deus.

59. E quanto menos Deus nos tem permitido conhecer a respeito disso, menos nós devemos intentar saber.

60. Eu não rejeito a oração humana a Deus para mostrar graça aos que partiram; mas fixar um tempo para isto e mentir por causa do lucro não é humano, mas demoníaco.

67. Se alguém deseja discutir comigo acerca de benefícios, dízimos, crianças não batizadas, ou confirmação, estou pronto para responder.

Comentários

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações