Pular para o conteúdo principal

Conhecendo o Pai, a palavra do Pai e a vontade do Pai


Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que, por fora, se mostram belos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia! Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas, por dentro, estais cheios de hipocrisia e de iniquidade.” (mt 23. 27-28)

Tenho certeza que você já deve ter lido muitas vezes sobre esse grupo, principalmente dentro dos evangelhos. Os Fariseus ganharam notoriedade através dos seus embates com Jesus Cristo durante o seu ministério terreno. Eram vistos como o exemplo a ser seguido, os conhecedores de toda a palavra, os mais “espirituais”, deviam saber o Torá de cabeça do início ao fim. Mas talvez assim como eu, você já deve ter se perguntado onde eles erravam, afinal eles estudavam as leis de Deus, não é verdade? Sim, porém os Fariseus conheciam apenas a Palavra e não o Deus da palavra, não haviam experimentado ainda a verdadeira mudança, conheciam as leis, mas não a verdade que transforma vidas. Para exemplificar veja algumas características desse grupo:

1. Eram extremamente individualistas. (Mt 23:4)
2. Buscavam reconhecimento humano (Mt 23:5)
3. Se achavam superiores aos demais (Mt 23:7)

Pessoas que carregam dentro de si essas e muitas outras características demonstram que nunca vivenciaram uma experiência concreta com Deus. Podemos apenas considerá-los religiosos e nada além disso. O meu objetivo com essa reflexão, querido, não é elaborar um estudo detalhado sobre a vida dos Fariseus, até porque acho que isso pouco acrescentaria em sua vida. Hoje gostaria de compartilhar com você a Palavra que transforma e entender o que devemos fazer com o conhecimento que temos acerca de Deus e dos seus mandamentos.

ENTÃO CONHEÇAMOS, E PROSSIGAMOS EM CONHECER AO SENHOR...” OSÉIAS 6:3

Este é o desejo de Deus para nossas vidas: Que conheçamos ao Senhor! Ao Deus que nos criou e nos chamou para Seu povo. Precisamos conhecer a vida de Cristo, o seu nascimento e sacrifício, tudo aquilo que Ele tem preparado para nós e todas as suas promessas. Uma vida vazia nunca agradou a Deus, até porque caso isso fosse do seu agrado, os Fariseus receberiam apenas elogios. É claro que considero importante não sermos leigos nas escrituras e conhecimentos teológicos. Já pensou se tivéssemos todos a oportunidade de estudar Cristologia, Pneumatologia, Angeologia, Hamartologia, Eclesiologia entre outros assuntos? Seria Fantástico se toda a Igreja de Cristo se atentasse a entender tais questões. Isso tudo porém se torna um conjunto de conhecimento e leis totalmente vazias quando não conhecemos a Deus e entendemos a sua vontade. O buscar a Deus é diário e constante. Não podemos relaxar seque por um segundo. Sabemos que até a estatura do varão perfeito não vamos chegar, mas devemos estar a todo momento trilhando o caminho de santidade que Ele nos ensinou. Tudo aquilo que sabemos acerca do Senhor tem um objetivo além da edificação de nossas vidas.

E DISSE-LHES: IDE POR TODO O MUNDO, PREGAI O EVANGELHO A TODA CRIATURA.” MARCOS 16:15

O chamado missionário é para todos nós. Não é uma questão de vocação e sim de obrigação com a causa de Cristo. Muitas vezes esquecemos que estamos ganhando almas para o Reino de Deus apenas com o nosso testemunho de vida. A salvação é individual: Cada um conquista e cuida da sua, porém não podemos estar apáticos vendo a atual situação do mundo. Você recebeu um talento de Deus para ganhar vidas para Ele. Uns cantam, outros pregam em excelência, exitem aqueles que receberam o dom artístico, além de muitos outros. Todos esses talentos porém foram cedidos a você por Deus para ser usado na divulgação do sacrifício de Jesus Cristo, para propagação do desejo do Senhor para essa nação. Tudo aquilo que temos e conhecemos de Deus é para isso: O ganhar pessoas para Deus. Quando passamos a ter uma vida missionária (Independente de vocação ministerial) nós não caímos nos erros dos Fariseus. Lembra? Individualistas, buscavam reconhecimento humano e se achavam superiores ao demais. Deus nos molda quando permitimos e nos usa quando nos colocamos a Sua disposição.

Não entenda essa reflexão como um desencorajamento para que você não busque entender melhor as escrituras do Senhor, o meu desejo é mostrar que existe algo para ser feito com esse conhecimento. Existe um Deus que precisamos conhecermos mais através da sua Palavra, existem vidas que necessitam ser alcançados. A carta de Paulo aos Romanos nos fala que a criação aguada com grande expectativa a manifestação dos filhos de Deus, e que sejamos estes filhos de Deus, que sejamos a geração que conhece o Pai, a palavra do Pai e a vontade do Pai.

 Colaboração   Especial
 Renan Cid     www.renanscid.blogspot.com

Comentários

Postar um comentário

Total de visualizações