Pular para o conteúdo principal

O que é pecado?

O que é pecado?

Pecado é agir contra o desejo de Deus para nós. Tudo que que nos afaste de Deus é pecado.
O estudo do pecado, no ponto de vista bíblico chama-se hamartiologia, do grego transliterado hamartia = erro, pecado + logós = estudo),
Pecado é descrito na Bíblia como transgressão à lei de Deus (I João 3:4) e rebelião contra Deus (Deuteronômio 9.7; Josué 1.18).

Qualquer que comete pecado, também comete iniqüidade; porque o pecado é iniqüidade.
1 João 3:4


O pecado teve seu começo com Lúcifer,  o mais   poderoso dos anjos. Não satisfeito de ser tudo isto, ele desejou ser o Deus altíssimo e esta foi sua queda e o começo do pecado (Isaías 14.12-15). Renomeado Satanás, ele trouxe o pecado à raça humana no Jardim do Éden, onde ele tentou Adão e Eva com a mesma fascinação: “sereis como Deus”. Gênesis 3 descreve a rebelião de Adão e Eva contra Deus e contra Seus mandamentos.


Para fins didáticos podemos separar este estudo em categorias:
Pecado Original, Pecado Natural e Pecado Mortal. Precisamos ser salvos da destruição eterna e é o pecado que nos conduz a perdição. Até que Cristo nos liberte, estamos presos á corrupção e destinados ao Juízo (Mateus 25.46, Apocalipse 20.15). Todos estamos presos ao pecado original e ao pecado natural e são muito poucos o que cometem o Pecado Mortal (como veremos mais adiante, este não tem perdão).

Pecado Original
O pecado é descrito na Bíblia como transgressão à lei de Deus (I João 3.4) e rebelião contra Deus (Deuteronômio 9.7; Josué 1.18). Romanos 5.12 nos diz que através de Adão, o pecado entrou no mundo e assim a morte veio a todos os homens, porque “o salário do pecado é a morte” (Romanos 6.23).
Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.  Romanos 6.23

A morte que Adão enfrentou, imediatamente, é a perda da comunhão com Deus.
Quando Adão pecou, sua natureza interior foi transformada por seu pecado de rebelião, trazendo a ele morte espiritual e depravação, que seriam passadas a todos os seus descendentes, isto se chama pecado original.

O Pecado natural
Este pecadoimpede a perfeição e a caminhada da alma para Deus, levando-a ao vício, à escravidão do erro, ao relaxamento da consciência, a impiedade e o arrefecimento do amor a Deus e ao próximo.
Faz parte da natureza humana, desde a queda, praticar atos contrários ao querer de Deus. Qualquer atitude, palavra ou pensamento fora da vontade perfeita do Senhor e que nos afasta dEle  é pecado natural.

Existem tipos de pecado:pecados de coração, pecados de lábio e pecados de  atitude.
Pecado no coração é quando pecamos em pensamento, não agimos, nem falamos algo mas concebemos em nosso coração (Jeremias 17.9)
Pecado de lábios é quando falamos algo que desagrada a Deus: Palavras torpe, maledicências (Colossenses 3.8) e (Mateus 7.16, 17).

Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. Colossenses 3.8

Pecados de atitude é quando falamos agimos em desacordo com  a vontade de Deus.Todos os que pecam em pensamento estão próximos de pecar em palavras, da mesma forma quem peca em palavras está perto de pecar em atitudes, um abismo chama o outro.
Todo desvio da vontade de Deus é pecado, e todo pecado nos afasta do Criador e por isso todas transgressões são por natureza iguais, porém, existem também níveis de gravidade ou pecaminosidade, ou seja cada pecado gera uma consequência diferente.
São 7 níveis: Pecado involuntário, ou de ignorância; pecado por descuido; pecado por negligência; pecado deliberado; vício e transgressão enraizada.
Pecado involuntário ou de ignorância: É aquele que é feito sem consciência de que estamos errados.(salmo 19:13)(1 Timóteo 1:13)
Pecado por descuido: É aquele ocorre por tropeço, um descuido, uma palavra, um pensamento. Não é premeditado, mesmo assim temos consciência de termos errado.(Judas 1:24)
Pecado por negligência: É aquele em que a pessoa negligencia um dever, ela deixa de fazer o certo, é mais do que descuido, é desinteresse pelo bem e pelo justo .(Tiago 4:17)

Pecado deliberado: É pior do que o de negligência. É o pecado voluntário, cometido intencionalmente e deliberadamente. Não é cometido por impulso mas por premeditação.(Hebreus 10:26)

Vício: Vício é tudo que nos escraviza, faz-nos sentir que não vivemos sem o objeto da vontade. Vício significa “mau hábito, hábito de proceder mal; costume condenável ou censurável”. É um pecado consciente e repetido. ( 1 Pedro 2:19).Muitas vezes torna-se sinônimo de idolatria.
Transgressão enraizada: É o pior de todos. É fruto de um coração obstinado e endurecido que não aceita que está pecando e por isso não se arrepende. Ela justifica o erro e assume o pecado como modo de vida sem remorso algum, não luta para libertar-se. A pessoa cauteriza a consciência e adapta confortavelmente o pecado em sua vida. (Hebreus 3:13)

O Pecado Mortal
Ao pecado grave se dá o nome de pecado mortal (1 João 5:16), porque ao privar a alma da graça, priva-a da vida sobrenatural, sendo assim uma antecipação da morte eterna: atentar contra a própria vida(suicidar-se) não  ouvindo ao apelo do Espírito Santo e rejeitar o Espírito da Graça(Blasfemar o Santo  Espírito de Deus). Estes são os pecados para os quais não há perdão.

Pessoas que cometem este pecado se afastam definitivamente de Deus.Estão selados irremediavelmente para a perdição.

Comentários

Total de visualizações