Pular para o conteúdo principal

O Quebrador de Vasos




E olhei eu para todas as obras que fizeram as minhas mãos, como também para o trabalho que eu, trabalhando, tinha feito, e eis que tudo era vaidade e aflição de espírito, e que proveito nenhum havia debaixo do sol. (Eclesiastes 2:11)
 Tudo é enfado, tédio, cansaço.Eis sua conclusão.
Salomão continua seu ensino e conclui com excelente conselho:
Porque, como na multidão dos sonhos há vaidades, assim também nas muitas palavras; mas tu teme a Deus. (Eclesiastes 5:7)
Na multidão dos sonhos há vaidades.
Os sonhos por mais bonitos e nobres que pareçam ser, sempre estão impregnados de vaidade.
Correr atrás de um sonho pessoal nesta vida não trará verdadeira felicidade. Os planos humanos não são os mesmos de Deus.
Tentando construir um bom futuro e adquirir muitos bens planeja-se muito, a pessoa busca desfrutar de muitas coisas boas e prazerosas da vida.
O egoísmo de quem coloca seus sonhos em primeiro lugar é muito grande.
O ser humano que procurar apenas satisfação pessoal se afastará do ideal divino e da verdadeira felicidade.
 Coloque-se como argila nas mãos do oleiro, para que Ele possa moldar em você a plenitude da glória da ressurreição. E, assim, você será transformado de glória em glória pelo Espírito do Senhor.
( W. Hay Aitken)
Nosso ideal não é o de Deus, o projeto do Criador para nossa vida é infinitamente diferente e superior ao nosso.
Não somos nós que moldamos nosso destino. Devemos nos colocar como vasos nas mãos do Oleiro e não tentarmos conformar a vontade de Deus à nossa.
Nossos sonhos, a semelhança de vasos belos e inúteis, são tão apreciados e queridos que dificilmente nos desfazemos deles.
Por isso Deus frequentemente quebra os vasos.
  
Quebrando vasos
 A palavra que veio do Senhor a Jeremias, dizendo:
 2-Levanta-te, e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras.
3-Desci, pois, à casa do oleiro, e eis que ele estava ocupado com a sua obra sobre as rodas.
4-Como o vaso, que ele fazia de barro, se estragou na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme pareceu bem aos seus olhos fazer.
5-Então veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:
6-Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o Senhor. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.

Quebrar o vaso significa torná-lo devastado, arrasado.
Projetos belos, orgulhosos e vãos. Quebram-se.
Quebrar significa a dor, sofrimento e angústia que passamos quando somos quebrados pelo Senhor.
E ele o quebrará como se quebra o vaso do oleiro e, quebrando-o, não se compadecerá; de modo que não se achará entre os seus pedaços um caco para tomar fogo do lar, ou tirar água da poça. (Isaías 30:14)
O Oleiro precisa quebrar o vaso para que este “perceba” que não serve pra nada e que depende apenas Dele para ser útil em alguma coisa. O utensílio precisa ser moldado conforme a necessidade do seu Feitor .
Nas mãos do Mestre o barro é modelado segundo o caráter divino, se torna vaso e passa pelo fogo que o purifica e enrijece.
Nesse processo muitas coisas saem da vida da pessoa, tais como,orgulho, ira, incredulidades, maldades e egoísmos.
Os planos e objetivos pessoais devem ser abandonados, o egoísmo deve sair.
A dor ensina a dependermos de Deus nos afastando do orgulho.
   Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer. (Jeremias 18:4)
 O Senhor está pronto a recuperar o vaso, fazê-lo novo.
Acaso o Senhor não é capaz de reconstruir o caráter, a vida e a esperança? “Se sua vida está deformada por resistir à modelagem das mãos de Deus. Bem, sendo dele, você está ainda em suas mãos (Jo 10:28,29), e ele espera moldá-lo outra vez. Enquanto permanecermos em suas mãos como barro submisso, nada temos a temer. Ainda que sejamos fracos e sem valor, ele pode fazer de nós vasos de honra, próprios para ele usar.”

Reconstruindo o vaso
 Um dos 3 termos bíblicos usados para “criar” - A palavra yastar tem, mais especificamente, o sentido de modelar com materiais preexistentes e, portanto, é empregada para descrever o trabalho do oleiro na modelagem de vasos de barro. Há diversos tipos de modelagem de barro, mas esta é a que mais se assemelha ao modo de atuação divina. O Criador não destrói totalmente o vaso, não termina com sua essência, Ele aproveita o material quebrado, para que dele faça algo novo. Apesar de deixarmos positivamente nossos sonhos para nos entregarmos aos planos de Deus, nós ainda preservamos nossos gostos ,nossas habilidades , nossa estrutura emocional e intelectual. O Criador recruta todas nossas faculdades para seu serviço especial.
Alguns nomes hebraicos e gregos para a palavra vaso.
 -אח’  ach-  “ach”, panelas; vasos que servem para cozinhar;
חר    cheres - louça de barro, potes de barro;
  -κεραμιον  keramion -cântaro ou jarro de água.
 - מרקחת  mirqachath –jarro , vaso de unguento.
Esses nomes são os mais comuns, mas existem outros.
As utilidades para os vasos de barro eram muitas. Por isso utilizavam-se diferentes nomes para cada tipo de vaso.
Assim podemos comparar também a diversidade de dons e talentos que Deus distribui entre os homens.
Alguns tem predisposição para escrever, outros para conversar, aconselhar, cantar, ensinar, consolar, orar, entre outros. Todos nós temos qualidades especiais com que devemos glorificar a Deus cumprindo com o plano divino. Basta procurarmos entender a vontade do Criador para a nossa vida.
Nossa vocação foi preparada por Deus desde antes de nosso nascimento, ele sabe de nossos pontos fortes e nossos pontos fracos.

        A vontade do Oleiro
 A vontade do Oleiro sempre é satisfeita. Todos os vasos são feitos, moldados, trabalhados e ornados segundo o desejo de seu Feitor. Ele sempre cumprirá cabalmente seus objetivos em nós, porém quanto mais duro for o barro mais força será preciso para manejá-lo, quanto mais duro o coração mais doloroso o tratamento.
O maior sofrimento vem de resistir ao plano divino em busca de interesses próprios.
Mas consideremos também que o Quebrador de vasos, nosso Deus, tem poder para moldar nossa estrutura para que possamos além de cumprir com seus propósitos tenhamos prazer em cumpri-los.Submeter-nos ao plano divino nos proporcionará a verdadeira paz e alegria.
 Mesmo que nossos sonhos e ideais próprios tenham que ser abandonados, compreendendo seu querer, e nos colocando para fazermos somente a vontade do Criador, estaremos confiantes de que nossas maiores expectativas de felicidade e prazer serão superadas em muito .
  
                                   Referências
 Louis Berkhof - Teologia Sistemática - referências
Dicionário Bíblico Strong - Léxico Hebraico, Aramaico e Grego de Strong - James Strong - referências
Herbert Lockyer - Todas as parábolas da Bíblia -  1999  por Editora Vida
- D. L. Moody - Pensamentos para Horas Tranquilas - citando Frances Ridley Havergal
Rick Warren - Uma Vida com Propósitos - Título original: The Purpose-Driven Life Tradução: James Monteiro dos Reis  - 2003 - Editora Vida


Comentários

  1. Nossa Vitor que texto maravilhoso! Eu precisava muito ler isso! Parabéns.
    Pois as vezes não sabemos o porque de estarmos passando por problemas, e por dores, mas o motivo é porque Deus está quebrando o vaso. Que eu possa sonhar os Sonhos de Deus na minha vida.
    Mais uma vez, parabéns. Muito boa a sua postagem!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom Vitor seu blog, verdadeiramente somos vasos nas mãos do Senhor! Força sempre!!!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo texto, lindo demais.
    Aquele que faz o vaso, o quebra, o refaz e o usa para sua glória.abençoe vc!
    Deus

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações