Pular para o conteúdo principal

Faz sentido chorar? Salmo 119.136

Rios de águas correm dos meus olhos, porque não guardam a tua lei. Salmo 119.136

  

A palavra que aqui é utilizada como correm, vem de "correntes”,  ou correnteza, e aparece ligada a palavra  "rio". Aqui o escritor está a lembrar do deserto do Neguev, lugar inóspito que fica ao sul de Jerusalém, perto de Masada. Há épocas de muita sequidão e estio em que o único rio que cruz aquele deserto mostra seu leito vazio, tão seco e árido como o próprio Saara. Quando chega a época da chuva em Israel,  torrentes impetuosas de água inundam o leito, transformando o canal seco em rio transbordante, rapidamente.  Os olhos do salmista estavam como este rio, transbordante de águas. Ele chorava pelos pecados do povo.



Faz sentido chorar pelo pecado de outros?

Há pessoas que não choram com muita frequência. Não acredito que necessitem mesmo. Sabemos que as lágrimas fazem parte da vida humana  como uma manifestação de dor, sofrimento, angústia ou até mesmo alegria, pois  o choro é o resultado de emoções à flor da pele. Creio que ele deva ser reservado para ocasiões onde ele realmente é incontrolável. Por isso, dando para evitar, evite . Há também quem já tenha chorado por coisas aparentemente sem sentido.A expressão de sentimentos varia de pessoa para pessoa.

Não podemos saber se o salmista era dos que tinham emoções exaltadas ou se era comedido nas suas expressões, porém o que fica claro é a profunda tristeza que causava nele o fato de que as pessoas estavam desdenhando a lei de Deus.

Com certeza ele não se admiraria dos povos idólatras que viviam ao redor do povo hebreu, pois eles nem ao menos conheciam os divinos mandamentos, não seriam eles que deveriam obedecer a Deus naturalmente.  Ele estava desolado com a falta de compromisso da sua nação em cumprir a lei do Senhor.
Percebe-se aqui um coração devoto e dedicado, que não se consegue silenciar diante do desprezo dos seus conterrâneos.

Quando perguntarem ao salmista sobre como anda Israel ele diria: " Anda conforme o seu coração duro e idólatra" e não poderia dizer: " É uma nação que obedece ao Senhor". E isso o fez chorar, com abundância e com imensa tristeza. Mas....
Faz sentido chorar pelo pecado de outros?
Faz sentido  entristecer-se pela ignorância de idolatria de outrem?

Insensíveis não perceberão a grandeza desta aflição e irão julgar exagerado esta manifestação emocional do salmista. Acharão ela incômoda e incompreensível. Para estes, chorar por pecados alheios está  absolutamente errado. São , como dissemos, insensíveis, nada empáticos.



Faz sentido chorar pelo pecado de outros?

Biblicamente faz todo o sentido. Jesus chorou ao contemplar a pecaminosa Jerusalém de sua época (Lc 19,41-44). Jesus amava o seu povo, como não choraria diante da iminente condenação eterna destes?
Paulo também chorou: "Porque em muita tribulação e angústia de coração vos escrevi, com muitas lágrimas" (2 Coríntios 2:4). Ele chora pelo estado espiritual da sua amada Igreja.

Da mesma forma, tal qual um filho se entristece ao ver o pai chafurdando na lama depois da bebedeira, assim o salmista contemplava o povo afundado em pecados e idolatrias. Seu choro indicava que ele sentia perfeitamente  o compromisso com sua congregação, ele estava imbuído de sentimento filial.


Faz parte do compromisso do servo de Deus orar pelos seus irmãos, pela sua igreja, e isso inclui aqueles que por ventura estejam cometendo pecados, não importando quais sejam e o  choro pode fazer parte da oração fervorosa, depende do amor com que estas orações forem feitas.
Sempre com sensibilidade e empatia.

Comentários

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações