Pular para o conteúdo principal

Atributos de Deus. Estudar Deus é estudar o infinito.

Estudar Deus é estudar o infinito. Nenhuma classificação é suficiente para estudá-lo. Porém, apesar de ser impossível compreender toda e exaustivamente a divindade é possível conhecer a Deus a medida em que ele se revela e na proporção em que possamos explicar.



Veja alguns nomes de Deus no gráfico.



Este são alguns nomes, traduzidos e transliterados do Hebraico para o português, que fazem referência a títulos que Deus possui.
A Bíblia revela, além dos títulos, muitos dos atributos da divindade. Atributos são características inerentes ao ser Divino.Existem atributos comunicáveis e os incomunicáveis.
Os atributos comunicáveis,  foram impressos na humanidade na criação: são a inteligência, a vontade e a moralidade, bondade,  sabedoria, beleza, entre outros.

Os atributos incomunicáveis são aqueles exclusivos de Deus, como a eternidade e a onipotência. Apenas ele tem essas qualidades e elas não foram transmitidas (comunicadas) a nenhum ser criado. Deus não compartilhou tais atributos com o homem.



Alguns exemplos

Onipresença — Ele está presente em todos os lugares a um só tempo.   (Sl 139.7-12; cf. Jr 23.23,24; At 17.27,28); 

Onisciência    Ele sabe todas as coisas (Sl 139.1-6; 147.5). Ele conhece, não somente nosso procedimento, mas também nossos próprios pensamentos (1Sm 16.7; 1 Rs 8.39; Sl 44.21; Jr 17.9,10).

Onipotência —  Ele é o Todo-poderoso e detém a autoridade total sobre todas as coisas e sobre todas as criaturas (Sl 147.13-18; Jr 32.17; Mt 19.26; Lc 1.37). 

Asseidade —  Ele mesmo é incriado e existe à parte da criação (ver 1Tm 6.16 nota). A palavra asseidade vem do latim e significa “ter vida autossuficiente”, que se aplica para explicar um dos atributos do Deus-Criador: que o Todo-Poderoso existe por si mesmo. Não dependendo de outro ser para sua existência, como acontece com suas criaturas, que dependem de Deus, da água e da terra para sobrevivem. A asseidade é o ensino da auto existência de Deus.

Eternidade — Nunca houve nem haverá um tempo, nem no passado nem no futuro, em que Deus não existisse ou que não existirá; Ele não está limitado pelo tempo humano (cf. Sl 90.4; 2Pe 3.8), e é, portanto, melhor descrito como “EU SOU” (cf. Êx 3.14; Jo 8.58).


Imutabilidade — Ele é inalterável nos seus atributos, nas suas perfeições e nos seus propósitos para a raça humana (Nm 23.19; Sl 102.26-28; Is 41.4; Ml 3.6; Hb 1.11,12; Tg 1.17).



Deus é Um e Simples, o que significa  que não há outro, mas também que Ele é o  único capaz de conhecer as mais profundas necessidades e anseios dos nossos corações. Em teologia, simplicidade divina é o atributo segundo o qual Deus não é constituído de partes. O conceito de simplicidade divina pode ser descrito da seguinte forma: o ser de Deus é idêntico aos seus atributos. Em outras palavras, características como onipresença, bondade, amor, eternidade, e outras, são idênticas ao ser divino e não qualidades que o definem.

Deus é Soberano - Significa que Ele é supremo; isso inclui a Onipotência, Onisciência e Onipresença (Salmos 93.1; 95.3; Jeremias 23.20). Deus é espírito, o que significa que Ele é invisível (João 1.18; 4.24). Deus é uma Trindade, o que quer dizer que Ele é três em um, de mesma substância, com poderes e glória iguais. (Mateus 28.19; Marcos 1.9-11). Ele irá permanecer incorruptível e não pode mentir, pois ele é a Verdade (Salmos 117.2; 1 Samuel 15.29).


Deus é Santo -   Isso significa que Ele está separado de toda poluição moral e a ela é hostil. (Isaías 6.3; Habacuque 1.13; Êxodo 3.2,4,5; Hebreus 12.29).


Deus é Graça – isto incluiria Sua bondade, benevolência, misericórdia e amor, entre outros . Se não fosse pela graça de Deus, teríamos a impressão de que todos os Seus outros atributos nos excluiriam Dele.  (Êxodo 34:6; Salmos 31.19; 1 Pedro 1.3; João 3.16; João 17.3).


Comentários

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações