Pular para o conteúdo principal

PERGUNTA - 7. Que são os decretos de Deus?



RESPOSTA - Os decretos de Deus são o seu eterno propósito, segundo o conselho da sua vontade, pelo qual, para sua própria glória, Ele predestinou tudo o que acontece.

Comentário:
O Decreto Divino é a determinação do  que vai acontecer no futuro. Quando Deus determina algo isto ocorre, sem falha, e da forma como o Senhor estabeleceu. Quando há um decreto,  Pai, Filho e Espírito Santo estão unidos em uma vontade única e perfeita que resumimos dizendo que esse foi um decreto do Conselho da Trindade. O Deus Trino determina, perfeita e soberanamente, todas as coisas antes que aconteçam,  e isso se chama  predestinação. Deus dirige individualmente cada ato e cada acontecimento do universo, e isso inclui os atos conscientes de toda a humanidade.
Deus pode ter decretos ativos ou decretos permissivos. Deus pode decretar ativamente, quando Ele mesmo realiza as ações , de modo direto, na história, ou pode decretar permissivamente, quando ele permite que algo aconteça, como por exemplo, no pecado de Adão, permitido  e determinado por Deus, mas não executado por ele.






Referências:


Rm 11.36: Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!

Ef 1.4-6: ... assim como nos escolheu nele antes da fundação do  mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade, para louvor da glória
de sua graça, que ele nos concedeu gratuitamente no Amado...


Ef 1.11: ...nele, digo, no qual fomos também feitos herança, predestinados segundo o propósito daquele que faz todas as coisas conforme o conselho da sua vontade...

At 2.23: ... sendo este entregue pelo determinado desígnio e presciência de Deus, vós o matastes, crucificando-o por mãos de iníquos;

At 17.26: ... de um só fez toda a raça humana para habitar sobre toda a face da terra, havendo fixado os tempos previamente estabelecidos e os limites da sua habitação;

Jo 21.19: Disse isto para significar com que gênero de morte Pedro havia de glorificar a Deus. Depois de assim falar, acrescentou-lhe: Segue-me.

Is 44.28: ... que digo de Ciro: Ele é meu pastor e cumprirá tudo o que me apraz; que digo também de Jerusalém: Será edificada; e do templo: Será fundado.

At 13.48: Os gentios, ouvindo isto, regozijavam-se e glorificavam a palavra do Senhor, e creram todos os que haviam sido destinados para a vida eterna.

1Co 2.7: ... mas falamos a sabedoria de Deus em mistério, outrora oculta, a qual Deus preordenou desde a eternidade para a nossa glória;

Ef 3.10,11: ... para que, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus se torne conhecida, agora, dos principados e potestades nos lugares celestiais, segundo o eterno propósito que estabeleceu em Cristo Jesus, nosso Senhor...

Comentários

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações