Pular para o conteúdo principal

PERGUNTA - 4. Quem é Deus?



RESPOSTA - Deus é espírito, infinito, eterno e imutável em seu ser, sabedoria, poder, santidade, justiça, bondade e verdade.

Comentário:
Deus é muito maior do que nossa capacidade de compreender e de poder expressar com palavras. A definição do Breve Catecismo é concisa e resumida e foca nos atributos mais relevantes no que diz respeito ao nosso relacionamento com o Criador.
Deus é Espírito: não é limitado à matéria nem ao mundo físico.
Infinito, eterno e imutável: Ele é criador do tempo e do espaço, por isso não se limita a eles, ele é imutável, pois não está sujeito à nenhuma alteração, Ele será sempre o que é, antes mesmo de qualquer coisa existir, Ele sempre esteve exatamente como está, sempre foi e sempre será.
Sabedoria: Deus é sábio pois fez e conhece todas as coisas criadas perfeitamente; ele conhece as profundezas do nosso Universo e também sabe quantos elétrons tem em cada átomo de cada uma de nossas bilhões de células.
Poder: Todo poder criador está em suas mãos. Isso significa que nada há de grande demais que ele não possa mover, nem forte demais que o possa impedi-lo de agir; está acima de qualquer circunstância ou adversidade.
Santidade: Deus não se corrompe com nada, suas obras são santas e perfeitas. Alvas mais do que a neve. Não há sombra de imperfeição em sua santidade.
Justiça: O Senhor é justo, sempre dá a cada um o que lhe é devido, paga em justa medida. O transgressor não fica sem castigo nem o bem-feitor sem recompensa.
Bondade: O Altíssimo é bom, e isso é uma notícia maravilhosa.  Se Ele não fosse bom estaríamos a mercê apenas de sua justiça, dura e implacável e de seu poder infinito. Mas como ele é bom, podemos encontrar nele misericórdia e graça.
Verdade: O Nosso Senhor não mente. Isso também é maravilhoso! Sabemos que suas promessas são verdadeiras e jamais falharão. Sabemos que ele nos ama e não nos deixará jamais de amar. Estamos seguro na sua verdade.




Referências:

Jo 4.24: Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.

Êx 3.14: Disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU.  Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós outros.

Sl 145.3: Grande é o Senhor e mui digno de ser louvado; a sua grandeza é insondável.

Sl 90.2: Antes que os montes nascessem e se formassem a terra e o mundo, de eternidade a eternidade, tu és Deus.

Tg 1.17: Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança.

Ml 3.6: Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.

Rm 11.33: Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos!

Gn 17.1: Quando atingiu Abraão a idade de noventa e nove anos, apareceu-lhe o SENHOR e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-poderoso; anda na minha presença e sê perfeito.

Ap 4.8: E os quatro seres viventes, tendo cada um deles, respectivamente, seis asas, estão cheios de olhos, ao redor e por dentro; não têm descanso, nem de dia nem de noite, proclamando: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Todo-poderoso, aquele que era, que é e que há de vir.

Êx 34.6,7: E, passando o SENHOR por diante dele, clamou:
SENHOR, SENHOR Deus compassivo, clemente e longânimo e grande em misericórdia e fidelidade; que guarda a misericórdia em mil gerações, que perdoa a iniquidade, a transgressão e o pecado, ainda que não inocenta o culpado, e visita a iniquidade dos pais nos filhos e nos filhos dos filhos, até à terceira e quarta geração!

Comentários

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações