Pular para o conteúdo principal

A verdade é confrontadora. Gálatas 4.16

Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?
 Gálatas 4.16




Falar a verdade às vezes tem um preço, este preço varia de situação para situação.  Muitos temem este preço e evitam   confrontar as pessoas.
  
Paulo não temia a confrontação, ele sabia o  que precisava falar e estava disposto a pagar o preço de falar. O preço poderia ser a raiva, a indignação, o desprezo ou a indiferença dos seus ouvintes.  
O senso de responsabilidade de Paulo o levou a decidir falar mesmo com o risco de ter de pagar um alto preço,
    
Quem está acostumado a falar a verdade sabe muito bem o que Paulo está falando, os homens não costumam receber bem uma verdade que os contrarie. Paulo estava bem consciente disso.
  
Confrontar não é discutir nem brigar, embora muitas pessoas achem que seja. Há sempre um jeito sábio e manso de abordar alguém que está laborando no  erro, cometendo um pecado ou praticando uma bobagem qualquer. Precisamos  encontrar o caminho da suavidade. Por outro lado também sabemos que em muitos casos por mais sabedoria e bom senso que se use a pessoa corrigida irá reagir bruscamente e com dureza e nós devemos estar preparados para isso.

  



Como reagir ao tolo

No caso de notar-se que a pessoa é famosa por explosões de raiva e pela sua falta de humildade  ao receber conselhos o procedimento  mais adequando é evitar o confrontamento.
Já veremos o porquê.

Por outro lado, quanto mais sabedoria e maturidade, mais o indivíduo saberá reagir com mansidão e humildade quando confrontado, Provérbios diz:

  

"Quem corrige o zombador traz sobre si o insulto; quem repreende o ímpio mancha o próprio nome.
Não repreenda o zombador, caso contrário ele o odiará; repreenda o sábio, e ele o amará."
   Provérbios 9.7 e 8

  
 Ao confrontar um insensato ele o odiará, você fará um inimigo, ele encherá você de insultos.   Não se deve perder tempo corrigindo um tolo.




Quem é o tolo?



O tolo   acha que tem todas as respostas e que nada lhe falta em seu infinito reservatório de sabedoria. Ele despreza o que  os outros possam lhe oferecer pois se acha suficiente a si mesmo.

O insensato não é capaz de ter conversas racionais e equilibradas com pessoas que não compartilham  do seu ponto de vista.

O tolo é teimoso, sua opinião nunca está errada e para ele todos estão tentando destruí-lo com conselhos  idiotas. Ele adora ofender os outros,  insultar e agredir de todas as formas, até mesmo com  agressões físicas em alguns casos.

Para ele todos estão preocupados em lhe derrotar e em tirar algum proveito dele.


É um sujeito desagradável, intolerante, arrogante e irascível. Não se meta com ele, nem lhe dê atenção.





Quem ama confronta.



Vemos que Jesus sempre confrontou o erro de seus discípulos,  ele queria o bem daqueles que o seguiam e isso porque os amava, Por isso não media esforços em corrigi-los e admoestá-los quando necessário.

A verdade merece este esforço, Jesus desejava que eles vivessem pela verdade e baseados na verdade. Quem ama confronta os erros. Corrige para aprimorar o caráter, para desenvolver uma personalidade equilibrada e justa.

Fingir que erros e falhas não existem é o primeiro sinal da indiferença, e quem ama não é indiferente. Paulo confrontou Pedro, quando este deixou de andar de acordo com a verdade do Evangelho, e o fez  para que Pedro fosse aperfeiçoado como um seguidor de Cristo.

Se você ama a Cristo deve se deixar confrontar por aqueles que o amam, quando sua vida estiver pendendo para o erro. Da mesma forma, quando vir um querido seu indo pelo caminho do erro e da falsidade é seu dever ir confrontá-lo, sempre com amor, com cuidado, com sensibilidade e também com firmeza.

Comentários

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações