Pular para o conteúdo principal

O Silêncio eloquente.Falar menos é falar mais. Provérbios 17. 28

Até o tolo, quando se cala, é reputado por sábio; e o que cerra os seus lábios é tido por entendido.  Provérbios 17.28



O Silêncio é uma arte, tão importante quanto a arte de falar bem. Não valorizamos muito o silêncio hoje em dia, não apreciamos sua importância e a sabedoria de seu uso correto. A Bíblia porém, é direta e enfática quanto ao seu uso, afirmando que até um tolo parece sábio quando se presta a ficar calado.
Há também a sabedoria universal que diz: "Fale somente quando as suas  palavras forem mais valiosas que o seu silêncio".
Existem muitos estudos sobre o benefício do silêncio para nossa vida mental e também para a saúde do corpo de modo geral. Não vamos tratar dos benefícios do silêncio para a saúde do corpo aqui neste texto, queremos detalhar sua importância na resolução de conflitos e para evitar desgastes emocionais. 
Perceba que sempre haverão momentos nos quais é melhor ficar calado para evitar problemas desnecessários. Falar bem é importante, mas a arte de silenciar quando convém é parte essencial da boa convivência e da eloquência.

O próprio Jesus nos deu muitas provas de quanto seu silêncio era eloquente, lemos em Mateus 26.62,63, que   Jesus poderia falar e argumentar, mas nada do que ele  dissesse em sua defesa seria atendido pois eles estavam decididos a matá-lo. Ele simplesmente aguardou o momento oportuno de entregar-se à vontade do Pai, sujeitou-se à morte, e confessou sua divindade aos fariseus.

 Então o sumo sacerdote levantou-se e interrogou a Jesus: “Não tens o que responder a estes que depõem contra ti?”  Mas Jesus manteve-se em silêncio. Diante do que o sumo sacerdote lhe intimou: “Eu te coloco sob juramento diante do Deus vivo e exijo que nos digas se tu és o Cristo, o Filho de Deus!     Mateus 26.62,63

O silêncio é  eloquente quando  funciona como um filtro de nossas palavras, como uma pausa, ou uma parada intencional, que desvia um fluxo indesejado de palavras desnecessárias e prejudiciais. 

Vamos elencar algumas dicas sobre o silêncio eloquente:

- Evite opinar sobre tudo. Nem sempre você precisará dar sua opinião, mesmo se perguntado sobre ela. Algumas vezes o simples fato de responder: " Não tenho opinião formada sobre isso" é uma atitude sábia e prudente, que evita muitos problemas e contrariedades tolas. Você pode também responder: "prefiro não opinar sobre este tema." É uma maneira educada de evitar uma conversa longa que não chegará a lugar algum.

- Cuidado ao falar sobre  seu relacionamento. Isso se aplica tanto à vida amorosa quanto às suas amizades. Existe muita gente inquirindo coisas indiscretas sobre a vida alheia, não ceda às suas investidas e perguntas. Responda com um educado: "Não desejo falar sobre isso" ou : "Esse é um assunto de âmbito pessoal". 
Também não ceda à tentação de falar sobre alguém quando está magoado, seu juízo será distorcido e você poderá se arrepender mais tarde.  Discrição fará bem ao relacionamento.

- Cuidado ao falar sobre  seu serviço, novas aquisições, seus planos, objetivos e sonhos.  Há dois motivos para controlarmos o quanto falamos sobre isso e para quem falamos sobre estas coisas. O primeiro é porque poucas pessoas realmente se importam em saber isso. O segundo é que muitas vezes as pessoas que desejam saber sobre isso não tem objetivos nobres, às vezes até desejando nos prejudicar ao receber estas informações. Portanto fale menos sobre isso e fale com poucas pessoas.

- Lembre-se de sua reputação. Ela não é medida tanto pelo que você exibe demonstrar saber, mas pelo quanto você retém de conhecimento. Por exemplo: Não é esperado que um engenheiro químico dê uma aula sobre química quando lhe perguntarem como são feitos os espelhos, ou perguntarem a um dentista como se forma a cárie, pelo contrário esperamos que a resposta seja clara, sucinta e despretensiosa. Ninguém gosta da companhia de "especialistas arrogantes e exibidos".Guarde as palavras profundas e os jargões para as companhias profundas e que compartilham parte do seu conhecimento.

- Evite as altercações. Existem muitíssimas discussões, polêmicas, debates, totalmente infrutíferos e desgastantes que são  gerados pela falta de sabedoria no falar. Aprenda a calar e viva bem melhor. Creio que quase 90 por cento das brigas poderiam ser evitadas com o bom uso do silêncio. Evite falar no momento da ira, sempre que possível. Seus argumentos sairão ríspidos e não tão lógicos e sensatos como deveriam.
Sim, algumas vezes você vai precisar argumentar e redarguir, mas isso dependerá também se o interlocutor terá disposição em ouvir suas razões, isso nem sempre é possível. Tentar convencer um tolo orgulhoso é impossível, guarde suas palavras, pode ser que o silêncio o convença. De todo modo, aguarde até que a situação esteja mais calma para então retomar as argumentações.

Sempre é bom refletirmos se nosso silêncio não será mais produtivo que nossas palavras, isso nos dará muito mais oportunidades de demonstrarmos a sabedoria e o bom senso que Deus nos proporciona.  Lembre-se:



Até o tolo, quando se cala, é reputado por sábio; e o que cerra os seus lábios é tido por entendido.


Comentários

  1. Perfeito o texto e suas considerações. Realmente, o silêncio vale ouro!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações