Pular para o conteúdo principal

As bases da Igreja . Efésios 2.20-22



Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina;
No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor.  No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito.
Efésios 2.20-22

Uma base sólida é importante para qualquer construção que se pretenda durar.  Grandes e magníficas construções como a imensa Catedral de Lincoln, na Inglaterra, a Grande Pirâmide de Gizé e o famoso Coliseu romano foram construídos com materiais e formatos diferentes, por arquitetos diferentes. Porém sua resistência durante séculos demonstra que foram solidamente construídos e que sua base era forte.  Estas estruturas gigantescas sofreram abalo durante a história, mas até hoje continuam de pé, solidamente.

A Primeira Pedra

Paulo usa a figura de um edifício que ilustra o maravilhoso templo espiritual de Deus, nós somos pedras vivas construídas e Cristo é a pedra angular, a principal.  Jesus foi a pedra de esquina da Igreja e sobre ela ergue-se uma estrutura viva que já dura quase dois mil anos. Ele é a Primeira Pedra, a Pedra fundamental.
A Pedra de esquina era a maior, mais resistente e a primeira pedra a ser lançada no terreno antes de se construir. Tudo que vinha depois precisava estar sustentado e alinhado por esta pedra.


As Primeiras pedras vivas
Jesus desde o princípio de sua caminhada evangelística, no início do seu ministério escolhe 12 homens que iriam estar com ele onde quer que ele fosse. Eram os 12 íntimos. Aqueles que comeriam na mesma mesa e que compartilhariam dos seus pensamentos e ensinos mais profundos. Eram as 12 primeiras pedras vivas do edifício da Igreja, nada do que foi construído depois estaria assentado em outras pedras que não  fosse apostólico.
Dos muitos discípulos que Cristo teve, doze foram escolhidos para serem apóstolos. Eles formariam o grupo que lideraria a igreja primitiva e lançaria os alicerces dos ensinos de Cristo pelo mundo todo.


As pedras vivas auxiliares

Os apóstolos foram auxiliados pelos profetas, homens especialmente usados por Deus para revelarem a nós o que o Senhor nos quis mostrar através das Escrituras Sagradas. Percebemos que o escritor Judas , que escreveu o livro bíblico que leva seu nome não era apóstolo, nem Tiago e provavelmente nem mesmo o escritor do livro de Hebreus; no entanto, eles foram usados por Deus para fundar o cristianismo como conhecemos hoje através de seus inscritos divinamente inspirados. Estes eram as pedras auxiliares.

Apóstolos e profetas, no sentido estritamente bíblico como lemos neste texto em Efésios não existem mais, porém seus ensinamentos, através das Sagradas Escrituras continuam vivos e nos edificando como Igreja ainda nos dias de hoje. Fazem parte dos fundamentos. São intocáveis pois fazem parte das Sagradas Escrituras. Sabemos relativamente pouco sobre a função de profetas no Novo Testamento. Sabemos que eles eram portadores de uma mensagem que vinha de Deus, diretamente e que revelavam isso à Igreja. Temos Judas, Tiago e o autor de Hebreus como portadores da mensagem profética. Seus escritos foram considerados inspirados divinamente.
Neste sentido, os 12 apóstolos, Paulo, juntamente com Judas,Tiago e o autor de Hebreus foram também profetas, na medida que falaram inspiradamente em nome do próprio Deus. Não que recebessem título de profetas, mas agiram como profetas ao falar em nome de Deus.
Não há mais homens com tal autoridade na Igreja, não há mais ministério apostólico nem profético como referido neste texto. Com fechamento do cânon do NT a profecia deixou de ter o caráter de proclamação de uma nova revelação divina para ter uma função de proclamação da verdade já plenamente revelada na Bíblia.
Esse foi o ministério dos que lançaram as pedras fundamentais do cristianismo, já não há mais nada para ser revelado, nada para ser desvendado, o ministério de Deus já nos foi concedido plenamente em Jesus Cristo através de seus ministros os apóstolos e profetas.


A Igreja hoje

 Nós, crentes , somos pedras vivas , que estamos sendo moldados e trabalhados para fazermos parte do grande edíficio que é a Igreja de Jesus. Nós não temos mais nada a acrescentar na revelação, a Bíblia está completa e a revelção de Cristo também. Suas palavras e ensinamentos foram registrados, a teologia da Igreja está pronta e elaborada. Cabe pois a nós a tarefa de reproduzir os ensinos do nosso mestre e ampliar este edifício. Paredes, muros, janelas, teto, ornamentos ficou para nós, porém jamais devemos tocar nos fundamentos,  as pedras fundamentais. Deus deseja que construamos a Igreja de hoje em cima do fundamento da Bíblia, nenhuma revelação ou visão hoje em dia deve ser aceita como revelação de Deus para sua Igreja, para não incorrermos no risco de pecarmos contra sua Santa Palavra.

Comentários

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações