Pular para o conteúdo principal

Quando os piores pecadores glorificam a Deus

Mas somente tinham ouvido dizer: Aquele que já nos perseguiu anuncia agora a fé que antes destruía. E glorificavam a Deus a respeito de mim.  Gálatas 1:23,24



Um homem mau. Temível, que provocava medo. Duro, implacável. Incapaz de ser convencido por quem quer que seja. Um homem sagaz e inteligente. Saulo de Tarso.
Deus é totalmente imprevisível para o pensamento humano. Parece que Ele é especialista na lógica dos contrários. Quando é altamente provável que algo ocorra, perfeitamente previsível , o Altíssimo vai lá e faz totalmente o contrário. Quando estamos certos de que tal situação nunca poderá ser revertida ou mudada, Deus vai lá faz e  nos mostra que Ele pode, consegue transformar,  Ele inverte a ordem natural das coisas. Algo como "os primeiros serão os últimos e os últimos serão os primeiros"( Mat 20.16).
Temos no Apóstolo Paulo um caso emblemático. Fariseu carrancudo, cruel , perseguidor da Igreja, um homem totalmente desprezível, alguém temido pelos cristãos primitivos. Fazia de tudo para ver o cristianismo varrido do mapa. O seu zelo destruidor era conhecido no mundo todo em sua época.
 Mas, incrivelmente, de uma hora para outra, ouve-se a notícia da  sua conversão.  Cai uma bomba atômica espiritual no reino das trevas que jazia na Roma antiga. O mais ferrenho e terrível perseguidor da Igreja agora é transformado em seguidor de Cristo. Nada no mundo daquela época poderia ser mais surpreendente e incrível que isso. O grande e temível fariseu Saulo de Tarso se converte ao cristianismo repentinamente, e de uma hora para outra, torna-se um dos principais propagadores da fé perseguida. Seria algo como hoje o Papa se tornar protestante ou como o presidente americano Trump tornar-se comunista; estes são exemplos  coisas absurdas de   pensar . No caso de Saulo, este foi um um dos maiores   contrassensos da história. Contraria frontal e radicalmente a lógica humana.

Mas Deus é glorificado quanto mais complicada e difícil é a transformação do homem. É muito interessante, é lindo de se ver quando os piores pecadores glorificam a Deus. Quando eles saem de seu estado de miséria moral e espiritual, de seu estado de degradação e recebem uma nova natureza em Cristo Jesus. A história e a experiência estão cheias de relatos parecidos com o da transformação de Saulo. Há ex-prostitutas, ex-drogados, ex-assassinos, ex-traficantes, ex-adúlteros, ex-alcoólatras,  todo tipo de gente que a sociedade considera como escória, pessoas tachadas de irrecuperáveis, este tipo de pessoa é transformada pelo poder miraculoso do Evangelho. São os "ex" por que já não fazem o que antes faziam , agora vivem para glória de Deus.
Ninguém está demasiado longe da graça de Deus que não possa ser transformado. Não há velho demais , que não possa ser regenerado, não há doente, bandido ou pessoa má demais para ser alcançado pela graça regeneradora. O milagre da regeneração é suficiente para todos.
Deus é especialista em recuperar os irrecuperáveis em salvar os "insalváveis", em distorcer a lógica humana para estabelecer a sua, que é perfeita e inigualável.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Pais capadócios

A região da Capadócia (também conhecida como Província da Capadócia) era localizada na área centro-oriental da Anatólia na moderna Turquia. Era um dos domínios romanos da região da Ásia Menor. Os Pais Capadócios foram três notáveis teólogos que viveram nesta região entre os concílios de Niceia (325) e o de Constantinopla (381). Sendo que suas contribuições para o Concilio constantinopolitano foram especialmente  relevantes. São eles  Basílio, Gregório de Nazianzo e Gregório de Nissa  e ficaram  conhecidos como os  Padres Capadócios.
Os três foram grandes amigos do assim chamado “Campeão da Ortodoxia” Atanásio, ou Atanásio de Alexandria , e criaram fórmulas para desenvolver a doutrina da Trindade de forma a ser aceita pela maioria dos teólogos da época. Basílio de Cesaréia e Gregório de Nissa eram irmãos, sendo que Basílio, que era seis anos mais velho, foi quem ensinou os princípios elementares da fé a seu irmão mais novo Gregório. Gregório de Nazianzo foi amigo íntimo dos dois, compartil…

Trindade Imanente e Trindade Econômica

Não se pode estudar Teologia do ponto de vista ortodoxo sem refletir a respeito da doutrina Trindade. A grande maioria das Igrejas cristãs abraça esta doutrina. Ela é básica para o Cristianismo.  A Declaração típica do credo cristão histórico é: Cremos em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo .
Os judeus do tempo de Jesus davam muita ênfase à unidade de Deus, e esta ênfase foi trazida para dentro da igreja cristã. Não muito tempo depois,  estudiosos da Bíblia notaram que a Unidade ensinada no Judaísmo não era tão evidente assim como se entendia na época. Analisando as afirmações de Cristo e as revelações do apóstolo Paulo chegou-se a conclusão de uma Triunidade, também chamada de  Trindade .
Tertuliano (ca. 160 - ca. 220 d.C.) foi o teólogo responsável pelo desenvolvimento do termo Trindade, ele criou a palavra “Trindade” (no latim, Trinitas), esse termo desde a sua época tornou-se característico da teologia cristã. Muitos teólogos do cristi…

“Eu te conheci no deserto, em terra muito seca.” (Oseias 13.5.)

O povo de Israel estava sofrendo sobremaneira na terra do Egito e isto já durava 400 anos. Deus  então ouviu o clamor de Israel quando o povo estava na escravidão . Moisés foi usado para libertar o povo. Israel então saiu, livre, para o deserto. Foi ao sair do Egito que eles viram o poder de Deus manifestado. Jamais um povo viu tantas manifestações grandiosas do poder do Altíssimo como Israel na Terra de Faraó. Por dez vezes o povo que os escravizara fora castigado por Deus  de maneira sobrenatural, e Israel viu tudo isso e ficou ileso. Castigos como água transformada em sangue,  plantações destruídas, primogênitos mortos. Mas Israel esteve protegido e não sofreu estas assolações. Mas não foi lá que eles  aprenderam quem era Deus. Foi  na terra seca e inabitável do deserto do Neguev, onde não havia água nem comida e o sol era ardente, que a nação escolhida conheceu ao Senhor. Hoje também, Jesus nos resgatou da maldição do pecado e nos colocou no caminho da vida eterna. Estamos livres e se…