Pular para o conteúdo principal

A maligna zombaria.Salmos 119:51


Os soberbos zombaram grandemente de mim; contudo não me desviei da tua lei.  Salmos 119:51



A zombaria , a brincadeira pesada, o desprezo , a brincadeira de duplo sentido, tudo isso pertence ao modus operandi do escarnecedor. A zombaria e o riso são suas armas mais poderosas. Até mesmo mentes mais brilhantes já foram desestabilizadas por uma zombaria.
Uma das piores e mais difíceis de lidar é com a ridicularização da nossa fé. Só quem já foi zombado e ridicularizado por sua fé sabe o quanto isso pode doer.  
Se existe problema complicado de lidar, difícil de manter a paz, este problema é a zombaria, pois quem se sente humilhado quer revidar a afronta e isso pode gerar graves contendas. Este tipo de procedimento é tão grave que pode causar depressão severa nas pessoas. Este é o famoso bullying  (Segundo definição da web: Bullying é um termo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos causando dor e angústia, sendo executadas dentro de uma relação desigual de poder.)

Eis o caso, o escarnecedor só zomba daqueles do qual se acha superior. Ele ri do tolo, por que ele nãos e acha tolo,  ele ri do fraco por ser mais fraco que ele, ri do miserável por ser mais pobre que ele, ele ri do homem de pouca sorte por sofrer mais que ele.  Resumindo, o escarnecedor é  uma das piores espécies de soberbos que existe pois além de se considerar superior e menosprezar  as qualidades de outrem, o orgulho, a soberba e a vaidade são tudo que alimenta o seu ego, um ego inchado que zomba de  toda e qualquer pessoa sem consideração aos seus sofrimentos.
Sorrir é bom e faz bem ao coração e a alma, mas o sorriso do escarnecedor é cruel, maligno e cheio de imundícia.
O zombador se ergue contra o aflito , o humilhado, o ferido e o aflige ainda mais, o seu sorriso é tal como o estalo de espinhos ao fogo debaixo da panela, assim é o riso dos insensatos, como diz o livro de Eclesiastes.
O escarnecedor é uma pessoa ímpia , que ofende os pais, a moral, a justiça, que não reverencia autoridades, totalmente arrogante e insensato.
Há muitos que zombam na fé alheia sem nenhuma cerimônia. O escárnio é uma manifestação maligna, irônica ou maliciosa, por meio do riso, palavras ou gestos, e com que se ridiculariza ou expõe ao desdém uma pessoa, instituição, atitude. A zombaria vem para desestabilizar a pessoa. O zombador deseja que o alvo de seu ataque se ofenda e parta para a agressão, seja verbal ao física. Quando ele percebe que a pessoa  está transtornada, desestabilizada emocionalmente, ele se sente realizado. Seu prazer é mexer com as emoções de seu semelhante apenas para ter o prazer de vê-lo sofrer ou perturbado.,
Muitos quando zombam ainda justificam dizendo, "a pessoa entende", ou " ela não leva a mal" , "é só brincadeira".
Não, não é só brincadeira, é algo muito terrível que ocorre na mente de uma pessoa que sofre zombaria, isso pode danificar para sempre o tecido emocional da pessoa. Espiritualmente pode ser um desastre. Quem pratica o deboche nunca pode ter certeza do alcance do dano que está a fazer.
Claro que não adianta nada dizer para o ímpio parar de zombar, o espirito dele está manchado pelo pecado. Porém é fundamental entendermos que o deboche não é uma atitude digna de um cristão. Causar feridas profundas nunca foi e nunca será  o ideal de um servo de Deus, e se você porventura pratica este tipo de atitude reveja bem seu procedimento, lembre-se que pode estar a machucar profundamente um irmão. Um sorriso de escárnio pode penetrar no fundo da alma, como uma lança e ali fazer sangrar uma alma até que ocorra uma grande hemorragia de sofrimento.
Como o salmista disse "os soberbos zombaram de mim", sim só pode ser muito soberbo quem se acha digno de menosprezar e rir de  um semelhante.
O próprio salmista também recomenda no salmo primeiro:
"Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores."
Porém é inevitável que soframos da zombaria dos incrédulos. Jesus mesmo foi zombado, escarnecido e injuriado pelos seus patrícios.
Paulo foi zombado, Pedro , Jeremias, Ezequiel, Neemias sofreu nas mãos de Tobias e Sambalate que zombavam constantemente de sua liderança em Israel.
Como lidar com isso? Vejamos o que disse o salmista: "contudo não me desviei da tua lei".
O segredo é não fugir do compromisso com Deus, não nos desviarmos de nossas atitudes corretas, por mais difícil que nos pareça suportar a zombaria.
Zombam do moço que não quer fazer como os outros e beijar só por beijar: dizem " ele é um tolo, um panaca".
Zombam do homem que não deseja adulterar: " ele é um puritano, todos os homens fazem isso , é normal"
Zombam da dona de casa que se esmera em cuidar de sua família : "ela é uma boba, deveria deixar  seus filhos e maridos e cuidar apenas de si"
Zombam do jovem que não vai em baladas, boates  para ir aos cultos , domingos à noite: " Ele é um tolo perdendo sua juventude".
Ora, o que percebemos é que a zombaria dos ímpios quer nos afastar de Deus e de seus caminhos. É preciso resistir a isso, sofrer pela nossa fé, por nossos princípios e  jamais ceder aos escárnios  do mundo.
Apesar de se achar, o ímpio não é superior ao cristão fiel, porque despreza a vontade  de Deus para sua vida. Não é superior por agir contra os princípios bíblicos. Na verdade é digno de piedade quem cede, é digno de lástima quando um servo piedoso sucumbe à zombaria e faz a vontade da carne.
Não sejamos assim, nem dentre os zombadores, nem dos que se deixam levar pelo escárnio e sucumbem às tentações.
Sejamos como o salmista que disse que ele não sucumbiria perante o escárnio e provocação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Pais capadócios

A região da Capadócia (também conhecida como Província da Capadócia) era localizada na área centro-oriental da Anatólia na moderna Turquia. Era um dos domínios romanos da região da Ásia Menor. Os Pais Capadócios foram três notáveis teólogos que viveram nesta região entre os concílios de Niceia (325) e o de Constantinopla (381). Sendo que suas contribuições para o Concilio constantinopolitano foram especialmente  relevantes. São eles  Basílio, Gregório de Nazianzo e Gregório de Nissa  e ficaram  conhecidos como os  Padres Capadócios.
Os três foram grandes amigos do assim chamado “Campeão da Ortodoxia” Atanásio, ou Atanásio de Alexandria , e criaram fórmulas para desenvolver a doutrina da Trindade de forma a ser aceita pela maioria dos teólogos da época. Basílio de Cesaréia e Gregório de Nissa eram irmãos, sendo que Basílio, que era seis anos mais velho, foi quem ensinou os princípios elementares da fé a seu irmão mais novo Gregório. Gregório de Nazianzo foi amigo íntimo dos dois, compartil…

“Eu te conheci no deserto, em terra muito seca.” (Oseias 13.5.)

O povo de Israel estava sofrendo sobremaneira na terra do Egito e isto já durava 400 anos. Deus  então ouviu o clamor de Israel quando o povo estava na escravidão . Moisés foi usado para libertar o povo. Israel então saiu, livre, para o deserto. Foi ao sair do Egito que eles viram o poder de Deus manifestado. Jamais um povo viu tantas manifestações grandiosas do poder do Altíssimo como Israel na Terra de Faraó. Por dez vezes o povo que os escravizara fora castigado por Deus  de maneira sobrenatural, e Israel viu tudo isso e ficou ileso. Castigos como água transformada em sangue,  plantações destruídas, primogênitos mortos. Mas Israel esteve protegido e não sofreu estas assolações. Mas não foi lá que eles  aprenderam quem era Deus. Foi  na terra seca e inabitável do deserto do Neguev, onde não havia água nem comida e o sol era ardente, que a nação escolhida conheceu ao Senhor. Hoje também, Jesus nos resgatou da maldição do pecado e nos colocou no caminho da vida eterna. Estamos livres e se…

Filipe o Evangelista - Vivendo na Dinâmica do Espírito

Filipe Diácono e Evangelista Filipe foi um evangelista, foi  um dos primeiros seguidores de Jesus e  um dos Setenta Discípulos (Lucas 10) . Junto com Estêvão, era um dos sete “homens acreditados, cheios de espírito e de sabedoria” , escolhidos para a distribuição de alimentos entre as viúvas cristãs em Jerusalém (Atos 6:1-6).  Filipe foi a Samaria; proclamou ali o evangelho, realizou milagres,  e como resultado muitos aceitaram a mensagem e foram batizados ( veja Atos 8.4-13). Logo depois batizou um eunuco da Etiópia e foi "arrebatado" até Asdode, de onde seguiu pregando até Cesareia. Anos mais tarde, morou em Cesareia, onde pregava com suas quatro filhas. Por volta do ano 56d.C. foi visitado por Paulo e Lucas que ficaram por um tempo em sua casa.  A tradição diz que ele residiu em Trales se tornando bispo da Igreja local.  Vamos a o relato mais significativo da vida de Filipe. A história de Filipe e o Etíope.

Atos 8.26-40
26 -  Mas um anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Lev…