Pular para o conteúdo principal

Cuidadosos e amorosos mandamentos. Salmo 119.48

Também levantarei as minhas mãos para os teus mandamentos, que amei, e meditarei nos teus estatutos. Salmo 119.48



Deus está sentado em um altíssimo e Santo Trono.  De lá ele julga e sentencia sobre  as nações, de lá ele  administra com absoluta  sabedoria e imparcialidade as ações dos homens para dar a cada um o que lhe é direito.
E seu justo juízo reflete o caráter e a santidade de Deus, reflete sua admirável sapiência e sua capacidade inigualável em determinar tudo aquilo que é justo, bom e correto, ele determina todas as coisas para serem conforme a sua própria essência, para serem coerentes consigo mesmo. Desta forma, conhecer os seus mandamentos é conhecer o próprio Deus, amar os seus preceitos é amar o autor deles.
Saiba que Deus é cuidador por excelência, ele está sempre a zelar por nossas almas e corações. É isso que os seus maravilhosos preceitos nos revelam.

O salmista nos insta a levantarmos nossas mãos aos céus. Este era um sinal muito apropriado de louvor que era usado pelo povo hebreu. Na verdade o ato de erguer as mãos tinha o significado simbólico de rendição, em que o guerreiro vencido erguia as mãos desarmadas para o vitorioso em combate para apresentar-se rendido e submisso à autoridade do vencedor. Da mesma forma, erguendo suas mãos ele, o salmista, estava fazendo um sinal que apontava para a direção elevada em que se encontrava a divindade e reconhecia sua submissão irrestrita à sua autoridade.

Erguer as mãos para os mandamentos de Deus é considerar-se rendido e submisso á  autoridade  deles em sua vida. É um ato simbólico de rendição ao próprio Senhor.
Render-se é sinal de amor também, o casal enamorado se  rende um ao outro sem medo de ser machucado ou agredido. Eles abrem mão de suas defesas pessoais para terem o prazer de confiar incondicionalmente e isso traz alegria e satisfação aos dois.
Precisamos ter a mesma abertura confiante em Deus, obedecer-lhe sem questionar, pois ele sabe muito bem o quanto seus mandamentos são bons e produzem vida pois procedem do próprio doador e mantenedor da vida.
Eu percebo que quanto mais entro na Palavra, mais vida recebo. Amar a Palavra transforma nossa maneira de ver o mundo, nossa forma de perceber a fé.
 Deus cuida de tudo para nós, somos como passarinhos confiados e alimentados pelo grande Criador de todas as coisas. Deus conhece absolutamente tudo sobre nós; Cuida de tudo o que precisamos, provê o que nos é mais necessário . De todas as nossas dores ele sabe, de todas as nossas fraquezas e dificuldades ele está a par. Ele nos deu seus maravilhosos mandamentos para tornar nossa vida feliz e abençoada, não por que é Deus controlador e opressivo, mas por que sabe das nossas necessidades, nos ama e quer cuidar de nós, melhor do que nós mesmo poderíamos fazer por conta própria.

Por isso ame os mandamentos do Senhor eles foram  projetados com todo amor e cuidado com que nosso Criador nos cobre.  São os cuidadosos e amorosos mandamentos do Senhor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Pais capadócios

A região da Capadócia (também conhecida como Província da Capadócia) era localizada na área centro-oriental da Anatólia na moderna Turquia. Era um dos domínios romanos da região da Ásia Menor. Os Pais Capadócios foram três notáveis teólogos que viveram nesta região entre os concílios de Niceia (325) e o de Constantinopla (381). Sendo que suas contribuições para o Concilio constantinopolitano foram especialmente  relevantes. São eles  Basílio, Gregório de Nazianzo e Gregório de Nissa  e ficaram  conhecidos como os  Padres Capadócios.
Os três foram grandes amigos do assim chamado “Campeão da Ortodoxia” Atanásio, ou Atanásio de Alexandria , e criaram fórmulas para desenvolver a doutrina da Trindade de forma a ser aceita pela maioria dos teólogos da época. Basílio de Cesaréia e Gregório de Nissa eram irmãos, sendo que Basílio, que era seis anos mais velho, foi quem ensinou os princípios elementares da fé a seu irmão mais novo Gregório. Gregório de Nazianzo foi amigo íntimo dos dois, compartil…

Trindade Imanente e Trindade Econômica

Não se pode estudar Teologia do ponto de vista ortodoxo sem refletir a respeito da doutrina Trindade. A grande maioria das Igrejas cristãs abraça esta doutrina. Ela é básica para o Cristianismo.  A Declaração típica do credo cristão histórico é: Cremos em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo .
Os judeus do tempo de Jesus davam muita ênfase à unidade de Deus, e esta ênfase foi trazida para dentro da igreja cristã. Não muito tempo depois,  estudiosos da Bíblia notaram que a Unidade ensinada no Judaísmo não era tão evidente assim como se entendia na época. Analisando as afirmações de Cristo e as revelações do apóstolo Paulo chegou-se a conclusão de uma Triunidade, também chamada de  Trindade .
Tertuliano (ca. 160 - ca. 220 d.C.) foi o teólogo responsável pelo desenvolvimento do termo Trindade, ele criou a palavra “Trindade” (no latim, Trinitas), esse termo desde a sua época tornou-se característico da teologia cristã. Muitos teólogos do cristi…

“Eu te conheci no deserto, em terra muito seca.” (Oseias 13.5.)

O povo de Israel estava sofrendo sobremaneira na terra do Egito e isto já durava 400 anos. Deus  então ouviu o clamor de Israel quando o povo estava na escravidão . Moisés foi usado para libertar o povo. Israel então saiu, livre, para o deserto. Foi ao sair do Egito que eles viram o poder de Deus manifestado. Jamais um povo viu tantas manifestações grandiosas do poder do Altíssimo como Israel na Terra de Faraó. Por dez vezes o povo que os escravizara fora castigado por Deus  de maneira sobrenatural, e Israel viu tudo isso e ficou ileso. Castigos como água transformada em sangue,  plantações destruídas, primogênitos mortos. Mas Israel esteve protegido e não sofreu estas assolações. Mas não foi lá que eles  aprenderam quem era Deus. Foi  na terra seca e inabitável do deserto do Neguev, onde não havia água nem comida e o sol era ardente, que a nação escolhida conheceu ao Senhor. Hoje também, Jesus nos resgatou da maldição do pecado e nos colocou no caminho da vida eterna. Estamos livres e se…