Pular para o conteúdo principal

Equidade e Iniquidade - Salmo 119.3

E não praticam iniquidade, mas andam nos seus caminhos.
Salmos 119:3
Anomia

Lendo este verso me interessei por  refletir , acuradamente,  no significado de iniquidade e sua aplicação para  nosso contexto moderno.
 O dicionário traz este vocábulo como sinônimo de injustiça, malicia, maldade. Mas na Bíblia ela alcança um sentido um pouco mais delimitado. Os tradutores, quando esta palavra aparecia no Novo Testamento, traduziram a palavra  ανομια (anomia) que significa falta de conformidade com a lei, negação da lei, não aceitação da lei. A palavra que aparece no hebraico, do texto usado neste salmo , é עוון (avon), que traz a ideia de afastamento da vontade divina, erro, maldade.
E é exatamente o sentido desta palavra neste texto. A iniquidade é o pecado  específico do rebelde, do que não aceita determinações superiores, aquele que se acha "dono do próprio nariz" , para usar uma linguagem corriqueira. Quem não aceita viver de acordo com a vontade de Deus é iníquo, ou seja, nega a autoridade divina, nega o seu mandamento, enfrenta o próprio Criador e Legislador do Universo.
Este tipo de pessoa, fabrica para si o seu próprio caminho, sua própria lei e é dirigido somente pelos seus interesses, geralmente egoístas e mundanos. Por isso o salmista diz: "praticam iniquidade, mas escolhem seus caminhos (andam)".

O oposto de iniquidade é equidade. O contrário do iníquo é o reto. Quem possui um caráter reto é por que é sinceramente submisso  à vontade do Senhor.  Retidão é sinônimo de equidade .
O Homem reto é elogiado pelas Escrituras. O reto tem a virtude de seguir a direção indicada pelo senso de justiça, pela verdade; virtude de estar em conformidade com a lei divina e dela não se desviar , seja qual for a consequência imediata disto.
Temos os melhores exemplos na vida de Daniel , mostrando sua retidão preferido obedecer a vontade de Deus em vez dos caprichos do rei,  temos  José,  Abel. Homens que são firmes no propósito de servir a Deus, custe o que custar, são leais e confiáveis, não procuram desviar-se  da justiça para obter vantagens ou buscar privilégios.
É preciso olhar bem , para sabermos se não estamos procurando apenas nossos interesses, nossos desejos, buscando trilhar os caminhos que, aos nossos olhos, nos tragam conforto e prazer ao mesmo tempo deixamos de lado nosso dever de cumprir a vontade de Deus.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Pais capadócios

A região da Capadócia (também conhecida como Província da Capadócia) era localizada na área centro-oriental da Anatólia na moderna Turquia. Era um dos domínios romanos da região da Ásia Menor. Os Pais Capadócios foram três notáveis teólogos que viveram nesta região entre os concílios de Niceia (325) e o de Constantinopla (381). Sendo que suas contribuições para o Concilio constantinopolitano foram especialmente  relevantes. São eles  Basílio, Gregório de Nazianzo e Gregório de Nissa  e ficaram  conhecidos como os  Padres Capadócios.
Os três foram grandes amigos do assim chamado “Campeão da Ortodoxia” Atanásio, ou Atanásio de Alexandria , e criaram fórmulas para desenvolver a doutrina da Trindade de forma a ser aceita pela maioria dos teólogos da época. Basílio de Cesaréia e Gregório de Nissa eram irmãos, sendo que Basílio, que era seis anos mais velho, foi quem ensinou os princípios elementares da fé a seu irmão mais novo Gregório. Gregório de Nazianzo foi amigo íntimo dos dois, compartil…

“Eu te conheci no deserto, em terra muito seca.” (Oseias 13.5.)

O povo de Israel estava sofrendo sobremaneira na terra do Egito e isto já durava 400 anos. Deus  então ouviu o clamor de Israel quando o povo estava na escravidão . Moisés foi usado para libertar o povo. Israel então saiu, livre, para o deserto. Foi ao sair do Egito que eles viram o poder de Deus manifestado. Jamais um povo viu tantas manifestações grandiosas do poder do Altíssimo como Israel na Terra de Faraó. Por dez vezes o povo que os escravizara fora castigado por Deus  de maneira sobrenatural, e Israel viu tudo isso e ficou ileso. Castigos como água transformada em sangue,  plantações destruídas, primogênitos mortos. Mas Israel esteve protegido e não sofreu estas assolações. Mas não foi lá que eles  aprenderam quem era Deus. Foi  na terra seca e inabitável do deserto do Neguev, onde não havia água nem comida e o sol era ardente, que a nação escolhida conheceu ao Senhor. Hoje também, Jesus nos resgatou da maldição do pecado e nos colocou no caminho da vida eterna. Estamos livres e se…

Filipe o Evangelista - Vivendo na Dinâmica do Espírito

Filipe Diácono e Evangelista Filipe foi um evangelista, foi  um dos primeiros seguidores de Jesus e  um dos Setenta Discípulos (Lucas 10) . Junto com Estêvão, era um dos sete “homens acreditados, cheios de espírito e de sabedoria” , escolhidos para a distribuição de alimentos entre as viúvas cristãs em Jerusalém (Atos 6:1-6).  Filipe foi a Samaria; proclamou ali o evangelho, realizou milagres,  e como resultado muitos aceitaram a mensagem e foram batizados ( veja Atos 8.4-13). Logo depois batizou um eunuco da Etiópia e foi "arrebatado" até Asdode, de onde seguiu pregando até Cesareia. Anos mais tarde, morou em Cesareia, onde pregava com suas quatro filhas. Por volta do ano 56d.C. foi visitado por Paulo e Lucas que ficaram por um tempo em sua casa.  A tradição diz que ele residiu em Trales se tornando bispo da Igreja local.  Vamos a o relato mais significativo da vida de Filipe. A história de Filipe e o Etíope.

Atos 8.26-40
26 -  Mas um anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Lev…