Pular para o conteúdo principal

A verdadeira face do Pentecostalismo

Não é de hoje que a fé cristã está sendo escandalizada. Há um número elevado de falsos mestres, falsos ensinos e práticas bizarras no meio do povo cristão.  Porém basta um pouco de conhecimento bíblico para perceber que muito do que vemos aí , escandalizando o povo de Deus, não pertence ao verdadeiro cristianismo, é apenas um arremedo, uma imitação barata; é como avaliarmos um "iphone " feito no Paraguai, cheio de defeitos, travando e sair espalhando para todos que a Apple é uma marca vagabunda e que não produz bons aparelhos; ora o que vemos ali não é um autêntico iphone, é uma simples cópia, sem valor algum.
Reunião Pentecostal tradicional


Depois de ter lido  este  texto cessacionista ( leia aqui O Pentecostalismo e seus Danos à Igrejade Deus)  do pastor  Marcos Granconato, criticando a fé pentecostal,  o batismo no Espírito Santo e ação dos dons espirituais,  fiquei indignado com as acusações espúrias e a falta de ética no preparo do devido texto. O autor ( que se apresenta como mestre em Teologia histórica) não se presta a apresentar nenhuma referência bibliográfica  para embasar as acusações  das heresias que ele afirma que o  pentecostalismo ensina.
São acusações absurdas, descabidas,  que possuem o mesmo fundamento de quem acusa a Apple de fabricar uma porcaria de aparelho depois de ter comprado seu " iphone" por 100 Reais no Paraguai.

Para não cansar o leitor, refutando  tantas acusações  e ultrajes   proferidos  pelo referido pastor vou apenas explicitar o que o Pentecostalismo Ortodoxo  crê.  Vamos a alguns pontos que acho interessante ressaltar em relação a estas acusações indignas.

Pentecostais ortodoxos têm a Bíblia, inerrante e infalível, como a sua única regra de fé e prática, não acreditam que ela precisa de nenhuma revelação complementar. Apesar de aceitarem profecias, e/ou revelações extemporâneas pela influencia do Espírito Santo, elas devem ser julgadas de acordo com a Palavra de Escrita de Deus.
Pentecostais ortodoxos não aceitam que manifestações emocionais são sinais infalíveis do mover de Deus, sendo que choros, tremores e outras manifestações  são apenas reações humanas que ocorrem nas pessoas na medida da sua sensibilidade natural é atingida.
Eles refutam a Teologia da Prosperidade, a Confissão Positiva  “cair no Espírito”, contra a “unção do riso”, "atos proféticos",  "desafios financeiros", venda de objetos "ungidos" entre outros...

Não se pode conhecer o que realmente ensinam os teólogos da linha  pentecostal sem conhecer livros de autores como  Myer Pearlman, Donald Stamps, Donald Gee, Stanley Horton, Antõnio Gilberto , Esequias Soares, Natanael Rinaldi, Paulo Romeiro, Gordon Fee.

Contrariamente ao que afirma no texto , o referido pastor , o Pentecostalismo é enfaticamente a favor do ensino profundo e  sistemático das Escrituras.  Nos EUA, por exemplo, 300 dos eruditos evangélicos mais conhecidos são pentecostais. Teólogos que participaram na reunião anual da Sociedade para Estudos Pentecostais em Springfield, Missouri, somaram mais de 100 representando 200 instituições acadêmicas. É falso o que muitos dizem  de que o ensino das Escrituras é desencorajado nas reuniões, na verdade é bem pelo contrário, a leitura e estudo da Bíblia, junto a uma vida de oração constante são tratados como indispensáveis  para qualquer cristão que quer ter uma vida espiritual saudável no meio pentecostal.
No Brasil existem várias faculdades Teológicas de qualidade mantidas por instituições pentecostais.




O Cessacionismo
O referido pastor batista mencionado no texto é considerado cessacionista.
O Cessacionismo     limita o poder Espírito Santo operar milagres e prodígios a era apostólica. Ele ensina que curas, profecias e milagres não são realizados mais pelo Espírito de Deus através da igreja nos dias de hoje, ou seja, os dons cessaram.
A fé pentecostal , pelo contrário não percebe esta limitação. Chamados de Continuístas, por acreditarem na continuidade dos dons, eles estão  abertos à intervenção sobrenatural do Senhor a qualquer momento em suas vidas.
É notável que o Deus que opera seus milagres foi o mesmo que sempre operou desde a fundação do mundo até os dias atuais. É certo que o mover do Espírito variou no decorrer do tempo em relação a intensidade e pujança , mas ele sempre esteve presente e ativo. Houve milagres no tempo de Abraão, de Jacó, de Moisés, de Sansão, Davi, Elias, entre outros e com o advento de Jesus eles se tornaram mais abundantes e jamais cessou este poder. O pentecostalismo sofre ultimamente pela penetração de diversas heresias oportunistas , que sorrateiramente entram nas Igrejas causando confusão e mal estar.

A pesar de discordar de algumas doutrinas pentecostais percebemos que a Doutrina Pentecostal é um ramo forte e  pujante do   cristianismo,que está   lastreado na Palavra de Deus  e precisa ser respeitado.



Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os Pais capadócios

A região da Capadócia (também conhecida como Província da Capadócia) era localizada na área centro-oriental da Anatólia na moderna Turquia. Era um dos domínios romanos da região da Ásia Menor. Os Pais Capadócios foram três notáveis teólogos que viveram nesta região entre os concílios de Niceia (325) e o de Constantinopla (381). Sendo que suas contribuições para o Concilio constantinopolitano foram especialmente  relevantes. São eles  Basílio, Gregório de Nazianzo e Gregório de Nissa  e ficaram  conhecidos como os  Padres Capadócios.
Os três foram grandes amigos do assim chamado “Campeão da Ortodoxia” Atanásio, ou Atanásio de Alexandria , e criaram fórmulas para desenvolver a doutrina da Trindade de forma a ser aceita pela maioria dos teólogos da época. Basílio de Cesaréia e Gregório de Nissa eram irmãos, sendo que Basílio, que era seis anos mais velho, foi quem ensinou os princípios elementares da fé a seu irmão mais novo Gregório. Gregório de Nazianzo foi amigo íntimo dos dois, compartil…

Trindade Imanente e Trindade Econômica

Não se pode estudar Teologia do ponto de vista ortodoxo sem refletir a respeito da doutrina Trindade. A grande maioria das Igrejas cristãs abraça esta doutrina. Ela é básica para o Cristianismo.  A Declaração típica do credo cristão histórico é: Cremos em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo .
Os judeus do tempo de Jesus davam muita ênfase à unidade de Deus, e esta ênfase foi trazida para dentro da igreja cristã. Não muito tempo depois,  estudiosos da Bíblia notaram que a Unidade ensinada no Judaísmo não era tão evidente assim como se entendia na época. Analisando as afirmações de Cristo e as revelações do apóstolo Paulo chegou-se a conclusão de uma Triunidade, também chamada de  Trindade .
Tertuliano (ca. 160 - ca. 220 d.C.) foi o teólogo responsável pelo desenvolvimento do termo Trindade, ele criou a palavra “Trindade” (no latim, Trinitas), esse termo desde a sua época tornou-se característico da teologia cristã. Muitos teólogos do cristi…

A Importância da Reforma nos nossos dias

A Importância da Reforma nos nossos dias

Olá irmãos em Cristo. Estamos em clima de festa, pois no dia 31 de outubro comemoramos o aniversário da Reforma Protestante. E a convite do meu amigo Vitor, estou aqui para fazer um breve texto sobre a importância da Reforma nos nossos dias atuais.
Pouco se ouve falar da Reforma nos nossos dias atuais. A mídia tenta encobrir essa data com o Halloween, e as escolas quando falam sobre o assunto, na maioria dos casos, coloca os reformadores como os “vilões” da história.
A Reforma começou na Alemanha, no ano de 1517, quando o então cardeal da Igreja Católica Martinho Lutero se opôs a algumas regras e normas impostas pela Igreja Católica, como as indulgências, proibição de qualquer pessoa ler a Bíblia, o uso de imagens de santos nos cultos etc. E então, no dia 31 de outubro de 1517, Lutero coloca na parede da Catedral de Wittenberg as suas 95 Teses. E nessas teses, Lutero coloca suas oposições à grande parte daquilo que o catolicismo pregava, propagand…