Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro 22, 2015

A Igreja Protestante Moderna

O protestantismo é um movimento que se iniciou na Europa Central no início do século XVI como uma reação contra as doutrinas e práticas do catolicismo romano. A Reforma Protestante foi um fenômeno  que  buscou de um novo entendimento sobre a relação entre Deus e os seres humanos.


 Bíblia é   única fonte de autoridade doutrinal e deve ser interpretada de acordo com regras históricas e linguísticas, observando-se seu significado dentro de um contexto histórico. A salvação é   dom gratuito   de Deus alcançado mediante a fé. As boas obras são resultados da fé e não causa de salvação.  O protestantismo assume a doutrina trinitária, a Cristologia clássica, o credo Niceno -Constantinopolitano, a infalibilidade e Inerrância da Bíblia, a justificação por graça mediante a fé somente - a Sola Fide, o sacerdócio de todos os crentes - e a Bíblia como única regra em matéria de fé e ordem, doutrina conhecida como Sola Scriptura; sendo que diferem grandemente em outros pontos doutrinários.
Doutrina Pro…

Os Luteranos

As igrejas luteranas e reformadas são herdeiras da Reforma da Igreja Cristã do século 16 na Europa.


 Uma corrente desse movimento foi liderada pelo alemão Martim Lutero (1843-1546), da cidade de Wittenberg, Alemanha. Desta corrente surgiram as igrejas luteranas. Outra corrente foi liderada pelo suíço Ulrico Zwínglio (1484-1531) na cidade de Zurique, na Suíça de fala alemã. Uma terceira corrente, sob a liderança do francês João Calvino (1509-1564), surgiu na cidade de Genebra, na Suíça de fala francesa.
Não faltaram tentativas de unir as diversas correntes da Reforma. Lutero e Zwínglio não conseguiram superar suas divergências na compreensão da Santa Ceia. Mas, em 1549, uniram-se as reformas de Zurique e de Genebra. Nisso as igrejas reformadas têm a sua origem. O nome quer dizer que são igrejas renovadas (reformadas) de acordo com o evangelho. Seguem a orientação de Calvino. Por isso, são chamadas, às vezes, de igrejas calvinistas. Em países de fala inglesa chamam-se, geralmente, de igre…

Metodistas

A ORIGEM DO METODISMO Postado por EDNALDO BREVES quarta-feira, 12 de maio de 2010 As origens do Metodismo têm início com a vida de João Wesley. Ele viveu na Inglaterra no século 18 - nasceu no dia 17 de junho de 1703 na cidade de Epworth e morreu em 22 de março de 1791. Seu pai se chamava Samuel Wesley e sua mãe Suzana Wesley. Teve 18 irmãos. Em 1714, João Wesley ingressou na Escola Charterhouse. Mais tarde, chegou à tradicional Universidade de Oxford, bacharelando-se aos 20 anos e, mais tarde, colando o grau de mestre. OxfordA tradicional Universidade de Oxford, fundada no século 18, formava um ambiente universitário 'fervilhante' por várias razões: Era conhecida como rival de Paris como centro de estudos teológicos na Idade Média. Lá havia ensinado Guilherme de Ocam,deixando Oxford como centro de irradiação do nominalismo, a via moderna que marcava o fim da Escolástica. No século 14, Wicliffe disseminava na Universidade seu pensamento pré-reformista. Foi nas cidade de Oxford que os…

Os Batistas

Os batistas surgem em  1612, quando Thomas Helwys de volta da Holanda, onde se refugiara da perseguição do Rei James I da Inglaterra, organizou com os que voltaram com ele, uma igreja em Spitalfields arredores de Londres. Thomas Helwys, que era advogado e estudioso da Bíblia, ao escrever um livro intitulado " Uma Breve Declaração Sobre o Mistério da Iniquidade", foi preso e morreu na prisão, em 1615.   As  igrejas adotam a forma de governo Congregacional Democrático. São Igrejas autônomas e locais. Relacionam-se umas com as outras pela mesma fé e ordem, de forma cooperativa e por laços fraternais. 


Creem na conversão pessoal de cada crente a Jesus Cristo, no exercício de sua responsabilidade individual e que é aceito pela Igreja por batismo por imersão e mediante confissão da sua fé em Jesus Cristo como salvador pessoal. Portanto. Não aceitam e nem praticam o batismo infantil.  Realizam seus objetivos comuns pela cooperação voluntária, na forma de associação de Igrejas ou de …

Igreja Presbiteriana

Segundo  dados do Instituto Mackenzie ,  o termo presbiteriano foi adotado pelos reformados nas Ilhas Britânicas (Escócia, Inglaterra e Irlanda). Isso se deve ao contexto político-religioso em que o protestantismo foi introduzido naquela região, no qual a forma de governo da igreja teve uma importância preponderante.

 Os reis ingleses e escoceses preferiam o sistema episcopal, ou seja, uma igreja governada por bispos e arcebispos, o que permitia um maior controle da igreja pelo estado. Já o sistema presbiteriano, isto é, o governo da igreja por presbíteros eleitos pela comunidade e reunidos em concílios, significava um governo mais democrático e autônomo em relação aos governantes civis. Das Ilhas Britânicas, o presbiterianismo foi para os Estados Unidos e dali para muitas partes do mundo, inclusive o Brasil.
Daí resulta outra distinção importante. Todo presbiteriano é, por definição, reformado e, em teoria, calvinista. Porém, nem todos os calvinistas são presbiterianos. Um bom exemplo …

Igreja Anglicana

A Igreja Anglicana teve sua origem na Inglaterra, em 1530. Em 1534, o parlamento inglês aprovou o Ato de Supremacia, declarando doravante o rei como Chefe da Igreja na Inglaterra.


As propriedades eclesiásticas foram nacionalizadas e os laços com Roma cortados, mas no mais continuou ?católica? doutrinariamente. Já o seu sucessor, o Rei Eduardo VI, conduziu a igreja mais para o lado calvinista. Diferentemente das demais, a Reforma Religiosa na Inglaterra ocorreu a partir da iniciativa de um rei, e não de teólogos críticos às doutrinas e práticas do clero católico. O motivo que levou o soberano inglês Henrique VIII a se desligar da Igreja de Roma foi a não aceitação de seu pedido de divórcio enviado ao papa Clemente VI.
Henrique VIII era casado com Catarina de Aragão, nobre de origem espanhola.  Dos seis filhos de Catarina, apenas a princesa Maria sobreviveu. O interesse de Henrique VIII era casar com Ana Bolena, uma dama da corte da Inglaterra, e com ela poder ter um filho que o sucederia.…