Pular para o conteúdo principal

Já! Mas ainda não


Não há um crente que já não tenha experimentado  desânimo ao enfrentar o pecado em sua própria vida. Não é fácil realmente.
A história da Igreja está cheia de exemplos de homens de Deus que lutaram a vida toda contra o pecado e que nunca foram completamente livres   de sua influência maligna na  vida.
Existem inúmeros diários,  agendas e livros deixados por grande homens e mulheres de Deus relatando estas terríveis experiências de luta interior contra a tentação do mal.

Nada mais ingênuo do que pensar que o mal nos deixaria na conversão. Veja o que o Apóstolo Paulo escreveu:

 Acho então esta lei em mim, que, quando quero fazer o bem, o mal está comigo. Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus;
Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros.
Miserável homem que eu sou! Quem me livrará do corpo desta morte?
Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado.
Romanos 7.21-25


Alguns estudiosos da Bíblia comentam que este relato paulino se refere à experiência de um homem ainda não convertido. Mas isso não é provável, visto que Paulo termina o capítulo afirmando que serve à Lei de Deus com seu entendimento, coisa impossível para quem não  está sob a orientação do Espírito Santo.

Este relato bíblico nos mostra a tensão básica da nossa vida espiritual.
Vivemos entre o JÁ  e o AINDA NÃO.
Já fomos redimidos do pecado, já estamos libertos da escravidão e da morte espiritual . Já fomos nascidos de novo ao recebermos  o Espírito Santo. Já somos habilitados e reconhecidos como filhos de Deus. Já fomos renovados em nosso homem interior.
Mas Ainda não estamos completamente livres da influência do pecado. Ainda não estamos com corpo transformado. Ainda não estamos plenamente santificados. Ainda não  temos prazer completo em fazer   a vontade de Deus.

Esta  terrível tensão espiritual vai estar conosco enquanto peregrinarmos aqui nesta terra. Esta luta não irá abrandar, nosso corpo carnal pecador não se deixará domar. Não nos iludamos, a luta é constante e necessária,  vamos enfrentar o problema do pecado diariamente, ele insiste em nos tentar derrubar.

Há, pois, duas formas de orientar a vida:

 Orientação Carnal.
A palavra grega σαρξ (sarx) significa “carne” (substância externa do corpo vivo, que cobre os ossos e é permeada com sangue); Guiado segundo as exigências, as apetências e as possibilidades do seu corpo e da sua mente.

Orientação espiritual
Guiado pelo  Espírito Santo, que age no homem interior.  No   texto de Romanos 8.1 o apóstolo usa a expressão “estar em Cristo”. São esses que não andam segundo a carne (sarx), mas “segundo o Espírito”(Pneuma). “Estar em Cristo” é, em termos práticos,   ter comunhão com Ele no Espírito, e estar integrado no Corpo de Cristo, que é a Igreja.  


Na verdade, mesmo os melhores cristãos andam repetidamente segundo a carne. Como lembrou Lutero, o cristão é simultaneamente justo (anda segundo o Espírito) e pecador (anda segundo a carne).

Esta tensão não é resolvida nas Escrituras, mas é apenas considerada e esclarecida. Portanto mesmo que estejamos  sempre sofrendo a influência e tentação do mal que ainda habita em nossa carne, devemos nos manter constantemente alerta e jamais nos entregarmos ao erro de maneira deliberada, pois quem age assim mostra que não é realmente nova criatura e não deseja agradar o seu Salvador.
 Nesse caso a solução é vigiarmos os nossos impulsos malignos. Antes de falar, agir  eu devo parar, respirar e   dizer mentalmente: “Calma, pense um pouco no que você vai  dizer ou fazer. Pense nas consequências, estarei agradando a carne ou a Cristo?”.
Lembremos das palavras de Jesus:

“Vigiai e orai para que não entreis em tentação” Mt 26.41

Ainda Não, mas em breve
Cristo está voltando e que somente então é que todas as coisas serão perfeitamente restauradas
Já estamos salvos, mas ainda não estamos glorificados. Aguardamos para brevemente o retorno de Cristo.  É preciso destacar que quando da volta de Jesus, no arrebatamento, todos os salvos serão transformados em um abrir e fechar de olhos.

Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. 
1 Tessalonicenses 4.17

Sabemos que a construção de uma sociedade com a consequente retirada do mal no mundo será uma realização de Deus por intermédio dos seus anjos (isto é, sem a participação do ser humano) e não ocorrerá nesta vida.

Aí sim, neste dia maravilhoso teremos nossos corpos transformados, seremos semelhantes aos anjos do céus,  teremos um corpo não mais sujeito ao pecado e às tentações. Neste novo corpo estaremos perfeitos para servir e nos alegrar em fazer a vontade perfeita de Deus.

Comentários

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações