Pular para o conteúdo principal

Missionárias espancadas por pregar o Evangelho de Jesus na Índia



 Na Índia 5 missionárias evangélicas do ministério Gospel for Asia (GFA), foram espancadas por simplesmente compartilhar o Evangelho da Salvação do Senhor Jesus em um mercado aos comerciantes e clientes. Cinco mulheres foram espancados por um homem no estado de Andhra Pradesh na Índia por estarem compartilhando sobre o amor de Jesus em um mercado público. Surpreendentemente suas vidas foram poupadas, elas conseguiram escapar e foram para um lugar em segurança, agradecendo a Deus pela honra de sofrer por causa do Evangelho do Senhor Jesus.
As mulheres, todas missionárias do Gospel for Asia (GFA), o qual patrocina o ministério Sociedade de Mulheres, foram compartilhar o evangelho com os donos de lojas e compradores de um mercado, quando um homem deles exigiu saber o que eles estavam fazendo. E quando ficaram sabendo que se tratava de evangelismo por parte das missionárias o ataque começou com um poderoso tapa no rosto de uma delas e continuou nas demais, elas foram isolada e cercado por cinco homens.
“Jesus disse que haveria perseguição e dificuldades”, diz Daniel Punnose, vice-presidente da GFA ( gfa.org ). “Essas jovens viram que vale a pena enfrentar os espancamentos, a fim de compartilhar o amor de Cristo”.
As mulheres, Bansari, Jaladhi, Kuyil, Sunita e Viveka, foram agredidas em seus rostos, orelhas e cabeça. Todos relatos dizem que os que assistiram as agressões nenhum deles foram em socorro das missionárias durante os espancamentos, e que elas milagrosamente escaparam dos agressores e conseguiram fugir sem mais danos.
GFA promove através de um ministério internacional Bolsas de estudo para mulheres, o qual atua em todo o Sul da Ásia e é direcionado especificamente para as mulheres, que após se capacitarem elas possam alcançar outras mulheres com o amor de Cristo, em culturas onde os homens são proibidos de ministrar às mulheres.
Uma oração especial é preciso ser feita para as mulheres atacadas e para todas as mulheres missionárias e líderes da Bolsa de Estudo para as mulheres, as quais trabalham em culturas onde as mulheres resistem a opressão cultural e degradação.
“Quando vemos as mulheres jovens sendo espancadas publicamente pela fé, elas nos diz o que o futuro nos reserva em relação à perseguição”, diz Punnose. “As coisas vão piorar, mas o Senhor é fiel em todas as coisas.”

Mais informações em:Blog O Diário

Comentários

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações